Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Vistorias continuam de forma intensificada nos locais que apresentam maior notificação de casos e infestação do mosquito

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou, na quinta-feira (14), o relatório das primeiras semanas do ano com os números atualizados sobre a dengue em Londrina. Desde o segundo semestre de 2020, foram registradas 2.874 notificações por suspeita da doença, sendo que 201 casos foram confirmados e 1.238 estão descartados. Para o mesmo período, o relatório aponta 1.522 casos em andamento, que aguardam resultado de exames.

No decorrer de 2020, os agentes de Controle de Endemias da SMS visitaram 95,4% dos imóveis da cidade, sendo 6.400 quarteirões dentre 6.704 existentes, e 208.693 imóveis em um total de 218.596.

Devido às altas temperaturas do verão e o maior volume de chuva previsto para janeiro, as vistorias estão intensificadas. Para maior aproveitamento, são direcionadas, principalmente, aos locais que apresentam maior infestação do mosquito e aumento de notificações.

Além do trabalho de combate ao Aedes aegypti realizado em campo pela Prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde reforça a importância da população cuidar dos seus quintais. É necessário impedir a proliferação do mosquito que, além da dengue, transmite outras doenças graves, como zika vírus e chikungunya.

A população também pode denunciar a presença de possíveis criadouros, que são objetos ou recipientes que acumulem água, localizados em áreas públicas ou em imóveis abandonados. O telefone do Disque Dengue é 0800-400-1893; a ligação é gratuita, e o atendimento é de segunda a sexta-feira das 8h às 17h.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios