Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Secretaria de Saúde também está distribuindo uniformes, feitos com mão de obra doada, para os profissionais que estão atuando no combate à pandemia

Para enfrentar a pandemia do coronavírus é preciso a união de todos, poder público, setor privado e das organizações sem fins lucrativos. Pensando nisso muitas empresas instaladas em Londrina têm dado sua contribuição para o Município, seja com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ou produtos de higiene para os profissionais da saúde ou mesmo através de alimentos e cestas básicas para a população mais carente.

Até o momento, a Prefeitura de Londrina já recebeu 15.180 máscaras cirúrgicas que servem para proteger os médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde durante o atendimento dos pacientes com suspeitas ou confirmados com Covid-19. Também foram dados 3.748 litros de álcool em gel para as Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Idoso e 1.400 máscaras de acrílico que protegem o rosto todo, as chamadas de Face Shields.

Além disso, as empresas estão ajudando com a mão de obra de seus funcionários, como foi o caso da Hakme Indústria e Comércio de Roupas. Eles costuraram 3 mil jogos de uniformes privativos para os profissionais da saúde. Estas roupas servirão para os profissionais que estão na linha de frente no combate ao coronavírus na UPA do Sabará e nas seis UBS de referência. Assim que adentrarem às unidades de saúde, estes trabalhadores poderão trocar suas roupas comuns, usadas no dia a dia, pela calça e a blusa feita com material especial. Os uniformes serão lavados por um empresa contratada, assim os servidores não levarão para casa e também não circularão com suas vestimentas próprias dentro do ambiente hospitalar.

De acordo com a farmacêutica e assessora técnica da Secretaria Municipal de Saúde, Daniele Zampar, isso é importante porque diminui as chances de contágio dos profissionais e daqueles que convivem próximo a eles. “Nós demos os tecidos e eles deram o aviamento e costuraram. Isso faz muita diferença, porque o servidor antes ia com sua roupa e vestia o avental quando chegava na unidade de saúde. Agora, eles ficarão mais protegidos, porque usarão o uniforme privativo e o avental de proteção nos atendimentos aos pacientes, assim não vão circular pelas salas de atendimento, espera ou na de classificação de risco com a roupa deles e sim com o uniforme que será lavado por uma empresa contratada”, explicou.

Além desses produtos, a Prefeitura de Londrina já recebeu 200 kits com máscaras, luvas, propés e aventais estéreis; a Associação Industrial e Comercial de Londrina (ACIL) ajudou o Município com as três tendas de 10×10 metros, que foram instaladas ao lado da UPA do Sabará. Elas estão servindo de espaço para triagem dos casos suspeitos; os profissionais da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) ajudaram fracionando litros de álcool em gel a 70% em embalagens menores, para facilitar o uso dentro das unidades de saúde. A Secretaria do Idoso também recebeu quase 10 mil fraldas geriátricas para atender as pessoas com mais de 60 anos que mais precisam.

Outras doações de máscaras de tecido também foram recebidas na Secretaria Municipal de Saúde, entre elas as doadas pelo grupo de mulheres Rose Petrus, por Marta Liberatti e tecidos de Devanir Pereira da Cunha. Máscaras de TNT também são aceitas pela SMS, como as dadas por Viviane Turini.

Somente na última sexta-feira (17), a Prefeitura recebeu 15 mil máscaras cirúrgicas, 100 máscaras de acrílico chamadas de Face Shields e 700 litros de álcool em gel 70% da Elevadores Atlas Schindler. Os materiais estão sendo entregues aos profissionais de saúde que atuam pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para equipá-los ainda mais, uma nova doação de 95 pares de sapatos especiais para uso médico-hospitalar deverá ser entregue à Secretaria Municipal de Saúde. Os sapatos são leves, flexíveis, de fácil higienização e seguem a Norma NR32. Eles são feitos de material polimérico (EVA) e têm solado antiderrapante, o que ajuda na maior resistência a objetos cortantes e perfurantes.

A colaboração de várias empresas e do próprio cidadão comum tem sensibilizado os servidores públicos do município, inclusive o secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti. “É a solidariedade expressa de forma concreta, porque quando uma empresa decide doar recursos, equipamentos, produtos e outros materiais para a Prefeitura, ela automaticamente ajuda a ampliar a capacidade de atendimento à população em geral”, disse.

Alimentos

Além desses equipamentos, algumas instituições estão ajudando com a doação de alimentos. Até o momento, uma única empresa deu cerca de 10 toneladas de macarrão e trigo para completarem cestas básicas, assim como fez a Itamaraty que deu 1,6 tonelada de bolachas e a os funcionários da COPEL que se uniram e conseguiram arrecadar para a doação 2 toneladas de comida. “Nós temos uma abertura muito grande com o setor produtivo da cidade e neste momento em que estamos vivendo essa guerra contra a pandemia do coronavírus, nós decidimos conversar com o setor de alimentos e outros empresários do setor produtivo para articularmos a doação, como foi a da J.Macêdo que doou 10 toneladas de alimento. Para nós, todas as doações são bem-vindas”, ressaltou o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), Bruno Ubiratan.

Os alimentos doados à Prefeitura de Londrina serão todos unidos em cestas básicas que serão doadas às famílias mais vulneráveis do município, conforme o cadastro feito pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

Como ajudar

O empresário e a população em geral que quiser ajudar podem entrar em contato com a Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), pelo 3379-2300, com a Secretaria Municipal de Gestão Pública pelo 3372-4382, com a Secretaria de Saúde pelo 3372-9430 ou com a Secretaria de Assistência Social pelo 3378-0372 ou, ainda, se direcionar ao Ginásio de Esportes Moringão, onde estão sendo recebidas as doações.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios