Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Lotes serão destinados a pessoas com comorbidades acima de 50 anos; pessoas com deficiências que recebem BPC; gestantes e puérperas com comorbidades que serão retomadas

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), recebeu, ontem (18) uma remessa de 5.850 doses da vacina Pfizer, utilizada para a imunização contra o novo coronavírus. Seguindo a orientação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), essas vacinas serão destinadas para as pessoas acima de 50 anos que possuam comorbidades, assim como indivíduos com deficiências permanentes. Além disso, as doses serão usadas para a retomada da vacinação das gestantes e puérperas com comorbidades.

Ao todo, 2.427 pessoas pertencentes a essas categorias já fizeram seu cadastramento eletrônico no portal da Prefeitura, e deverão realizar o agendamento para receber a dose. As equipes da Saúde iniciarão a aplicação das vacinas da Pfizer nesta quarta-feira (19), exclusivamente no Centro de Imunização, que funciona junto ao Centro de Convivência do Idoso – Norte (R. Luiz Brugin, 570, Conjunto Maria Cecília). Com o propósito de lembrar o público-alvo sobre a necessidade de agendamento, a SMS está enviando mensagens de texto para todos os cadastrados. As pessoas que fazem parte dos grupos contemplados podem agendar seu horário por meio deste link.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, explicou que os profissionais responsáveis pela vacinação passaram por um treinamento específico para a aplicação do imunizante da Pfizer. Machado acrescentou, ainda, que as doses recebidas têm um prazo de validade de cinco dias. “Quando estão sob a guarda do Ministério da Saúde, essas vacinas ficam armazenadas em freezers especiais, a uma temperatura de 86 graus negativos. Depois de serem transferidas para a Sesa, elas passam a ser mantidas entre 14 e 20 graus negativos, tendo validade de 14 dias. Como as doses são entregues para a Prefeitura pré-descongeladas, o armazenamento deve ser feito na Sala de Vacinas, entre 2 e 8 graus acima de zero, com prazo de utilização de cinco dias”, afirmou.

O intervalo de aplicação entre as doses da Pfizer seguirá o prazo estabelecido pelo governo federal, que é de doze semanas. Portanto, novas remessas serão entregues posteriormente, para que todas as pessoas que estão sendo vacinadas agora possam receber a dose de reforço.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios