Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os programas municipais acolhem mensalmente, em média, 571 pessoas, por meio dos serviços de Proteção Social Básica e Especial; 15/06 é o Dia de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Com o aumento contínuo da expectativa de vida, a população idosa ocupa uma parcela cada vez maior da sociedade. Porém, ainda há muitos idosos que sofrem com a violação de direitos básicos. E para engajar a comunidade nesta causa, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa.

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), conta com programas socioassistenciais voltados à população com 60 anos ou mais. Por mês, esses programas atendem, em média, 571 idosos.

O CREAS é responsável por atendimentos especializados de indivíduos e famílias que tiveram seus direitos violados, incluindo os idosos vítimas de violência. Esse trabalho integra o Serviço de Proteção Social Especial que atende, em média, 210 idosos ao mês.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal Micali, o intuito maior é fortalecer os vínculos das famílias para que não sejam rompidos e o idoso não necessite ser retirado do lar. “Nosso foco é romper esse ciclo de violência e que a família possa desenvolver um ambiente saudável e protetor. É nesses termos que os CREAS trabalham, acompanhando para proteger essas pessoas e permitindo que se desenvolvam de forma saudável”, destacou.

Em complemento aos atendimentos do CREAS, a Cáritas de Londrina presta assistência domiciliar aos idosos que dependem de cuidados. Mensalmente, a entidade atende 303 idosos por meio dessa parceria, com investimentos do Município de R$ 92.726,40.

Há também o Serviço de Proteção Social Básica voltado a pessoas com deficiência e idosos, ofertados pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Neste serviço, são acompanhados mensalmente 58 idosos com laços familiares rompidos ou fragilizados. Eles são acolhidos nas Residências Inclusivas, gerenciadas pela Associação Flávia Cristina. Os investimentos mensais da Prefeitura são de R$50.084,00.

Prevenção

Além de atuar nos casos em que os idosos já enfrentam a violação dos seus direitos, a Prefeitura também trabalha para impedir novas situações de violência contra esse público. Por meio dos Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs), a Secretaria Municipal do Idoso promove atividades de socialização, inclusão digital, cultura, saúde, dentre outras ações.

Durante a pandemia, os encontros presenciais estão suspensos, mas em grupos de WhatsApp os frequentadores dos CCIs recebem diversas orientações. “O idoso que participa dos projetos do CCI vai ser sempre orientado sobre os direitos dele, é algo que fica bem esclarecido. Dificilmente ele vai enfrentar essas violações, porque ele está coberto de informação”, frisou a secretária municipal do Idoso, Andrea Ramondini Danelon.

Segundo a secretária municipal do Idoso, são comuns denúncias de abandono, maus-tratos e, especialmente, violência financeira contra idosos. “São diversas as formas de violência, não só física. Vemos muitos casos de filhos ou netos que se apropriam da renda de idosos, ainda é muito comum. Há também os que fazem empréstimos em nome dos idosos, acumulam dívidas e não pagam. E esse idoso acaba enfrentando muitas dificuldades, como falta de alimentação e remédios, por não ter coragem de impedir ou denunciar”, complementou.

Situações de violência contra idosos podem ser levadas aos CCIs ou ao Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDI). Os telefones e horários de atendimento estão disponíveis no Portal da Prefeitura. “Temos psicóloga e assistência social que fazem a avaliação e dão o encaminhamento adequado, que pode ser ao CRAS ou CREAS. Há também casos em que são necessárias diversas áreas atuando juntas, em um trabalho multiprofissional”, citou Danelon.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios