Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Desde o início do ano letivo, alunos da rede municipal desenvolveram atividades culturais e produções de textos, desenhos, cartazes de combate ao mosquito

Para estimular as crianças da rede municipal de ensino a se conscientizarem em prol de medidas simples, mas extremamente importantes para o combate à dengue, a Secretaria Municipal de Educação (SME) vai conceder um passeio diferente para três unidades escolares de Londrina.

Nos dias 12, 13 e 14 de novembro, cerca de 30 alunos do período matutino e outros 30 do vespertino das escolas municipais Maestro Roberto Pereira Panico, Professora Geni Ferreira e Suely Ideriha vão escolher um local de passeio para as crianças. Elas serão levadas por um ônibus fretado pela Secretaria Municipal de Educação e receberão um lanche durante o passeio. Estas três unidades foram sorteadas pela secretária municipal de Educação, Maria Tereza de Moraes por conta do “Projeto Aedes aegypti: ler, falar e escrever para combater”.

Ao todo, a atividade recebeu 41 trabalhos das crianças que estão nos quartos e quintos anos, 40 dos alunos dos primeiros ao terceiros anos, outros 68 dos estudantes do P4, P5 e da educação infantil dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e dos filantrópicos (CEI). Todas as 174 unidades escolares de Londrina foram convidadas a participar do projeto. Dentre cada uma dessas três categorias, uma escola foi sorteada.

Desde março deste ano, as escolas, CMEIs e CEIs desenvolveram atividades multidisciplinares com seus alunos, principalmente nas disciplinas de português e ciências. Foram realizadas apresentações culturais, de teatro, de música e de dança, além de materiais informativos com os diversos gêneros textuais, como a produção de cartazes, textos, panfletos, desenhos e tirinhas.

De acordo com a profissional de Apoio Pedagógico de Ciências, Cristina da Silva Borba, toda a produção das crianças foi apresentada ao Comitê Gestor de Combate à Dengue, em duas oportunidades, uma delas no dia 26 de julho e a outra no último dia 25 de outubro.

Agora, o material criado pelos alunos da rede municipal de ensino pode ser visto pela comunidade londrinense. Isso porque, eles foram espalhados por toda rede municipal de saúde. Assim, aqueles que utilizarem o atendimento médico no Hospital da Zona Norte e das Unidades Básicas de Saúde (UBS) poderão encontrar um dos desenhos ou cartazes das crianças. Além disso, algumas unidades escolares também apresentaram toda a produção para os pais dos alunos e para a comunidade do entorno.

De acordo com Cristina, a premiação dada para as crianças é uma maneira simbólica de agradecer aos trabalhos realizados durante o ano e estimular outros alunos a participarem também. “Nosso objetivo é desenvolver produções utilizando diferentes práticas artísticas e discursivas, como a leitura, escrita e oralidade, ao longo do ano letivo, visando a conscientização e, consequentemente, as medidas de prevenção e combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti”.

Todos os anos, a Secretaria Municipal de Educação de Londrina realiza projetos voltados à conscientização e combate ao mosquito transmissor da dengue. A intenção é trabalhar o assunto com as crianças para estimular a formação de adultos conscientes.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios