Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é prestar atendimento aos animais vítimas de maus-tratos, que foram resgatados durante as ações da Diretoria de Bem-Estar Animal

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Ambiente (SEMA), informa que encerra no próximo dia 30 de abril, o prazo para o credenciamento de hospital e clínica veterinária no Município de Londrina. Os credenciados vão prestar atendimentos clínicos, realizar exames, internações e procedimentos cirúrgicos aos animais vítimas de maus-tratos, que foram resgatados durante as ações da Diretoria de Bem-Estar Animal (DBEA).

Os interessados devem acessar o Edital nº 003/2020, no portal da Prefeitura de Londrina (clique aqui). A documentação necessária deve ser encaminhada à DBEA, que fica na sede da SEMA, na Rua da Natureza, 155, Jardim Piza. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 12 às 17 horas, e o telefone é (43) 3372-4752.

Para a execução destes serviços, o Município planeja investir R$ 200 mil. A princípio, os serviços serão executados, pelos hospitais e clínicas credenciados, pelo prazo de 12 meses, mas pode haver prorrogação do contrato. Como os animais de grande porte são contemplados por um contrato já em vigor, o credenciamento vai assistir apenas os animais domésticos, como cães e gatos.

No edital, é possível consultar a Tabela de Valores com os principais atendimentos, procedimentos e exames que deverão ser executados, como consultas veterinárias, banho, curativos, transfusão de sangue, mastectomia, raio-x, ultrassonografia, dentre outros.

O credenciamento é aberto para participação de pessoas jurídicas, desde que comprovem que atendem aos critérios de habilitação jurídica, regularidade fiscal e qualificação técnica. Para isso, os interessados devem submeter os documentos exigidos no edital, como cópias do Ato constitutivo, Estatuto ou Contrato Social; Declaração de Idoneidade devidamente preenchida (consta no anexo V do Edital); Declaração da Inexistência de Fato Superveniente (anexo III). É necessário, ainda, apresentar a cópia do Alvará de Licença e Funcionamento; Certidão Negativa de Tributos; Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) do veterinário responsável; Certificado de Regularidade do Estabelecimento (emitido pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária do estado); entre outros documentos.

A equipe técnica da SEMA irá avaliar a documentação e as propostas no prazo de até 10 dias, a contar do protocolo de entrega dos mesmos, para habilitar ou inabilitar as empresas. Em seguida, será firmado o contrato entre o Município de Londrina e habilitados.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.