Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividades do primeiro dia serão realizadas no Lago Igapó 2, às 10h; programação completa está publicada no site do Londrina Pazeando

Será lançada, neste sábado (18), a 21ª edição da Semana Municipal da Paz. A programação inicia às 10h no Lago Igapó 2, próximo ao cruzamento da Avenida Higienópolis com a Rua Bento Munhoz da Rocha Neto. Durante a abertura, haverá relançamento do Totem Dado da Paz no Igapó, que será revitalizado, e anúncio da participação de Londrina na Marcha Latino-Americana pela Não-Violência Multiétnica e Pluricultural.

Como pré-lançamento da 19° edição do Livro Londrina Pazeando, será feita leitura de uma redação que integra o material, referente ao Dado da Paz. O livro, elaborado com participação de estudantes e professores da rede municipal, tem como tema “Em 2040, a Londrina que queremos é: Londrina Cidade da Paz. Como estou contribuindo para isto?”.

Ainda no evento de abertura, que será aberto ao público em geral, haverá uma homenagem à Leozita Baggio Vieira, que foi conselheira do Compaz por mais de 10 anos e faleceu recentemente. Também será lançado o filtro do Londrina Pazeando para o Instagram, para popularizar o Dado da Paz.

A Semana Municipal da Paz é uma iniciativa do Movimento Pela Paz e Não-Violência, o Londrina Pazeando, em conjunto com o Conselho Municipal da Cultura da Paz (Compaz). As atividades prosseguem no domingo (20), com o 13° Abraço no Lago Virtual pela Paz.

Tradicionalmente, o Abraço no Lago era realizado presencialmente e reunia centenas de pessoas e representantes de várias entidades, órgãos públicos e da sociedade civil, empresas e outros interessados em promover a cultura de paz. Porém, por conta da pandemia, desde 2020 o encontro foi transferido para a internet.

Nesta edição, os interessados em participar podem se cadastrar na plataforma “Manif.app”, link https://bit.ly/3ffLpfe, e fazer seu avatar. A figura fica disponível por até 24 horas no endereço indicado, e o objetivo é que centenas de pessoas, de Londrina e outras localidades, “abracem” o Lago Igapó simultaneamente de forma virtual. O evento será transmitido pelo Youtube.

De acordo com o primeiro-secretário do Compaz e gestor do Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, cerca de 40 lideranças foram convidadas para uma transmissão on-line e farão seus relatos e comentários sobre a importância da cultura de paz. “Ficará aberto o chat para as pessoas enviarem mensagens durante a transmissão. E teremos participação internacional, com representantes da Holanda e dos Estados Unidos, além de alunos do Círculos em Movimento que são de outras cidades do país e foram convidados a participar”, comentou.

A programação avança na terça-feira (21), com o Mídia de Paz 2021. O evento virtual será realizado pelo 14º Fórum Estadual de Educação Para Paz, fruto de uma parceria entre o Londrina Pazeando e o Compaz com o Departamento de Comunicação Social da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

O tema “Informação científica: a ciência a serviço da qualidade de vida” será debatido pelos convidados Guilherme Borges da Costa e Marselle Nobre de Carvalho. Com início às 20h, o Mídia de Paz terá mediação dos professores Emerson Dias e Reinaldo Zanardi, ambos da UEL. A transmissão do evento será feita pelo Zoom, e o link para acessar é https://meet.google.com/vbm-ddvg-cdr?authuser=0.

Trajetória

Galhardi cita que, nessas duas décadas de realização da Semana Municipal, a cultura de paz foi introduzida mais áreas da sociedade e conta com adesão de um número cada vez maior de pessoas. “O movimento da cultura de paz reúne vários protagonistas e pessoas de várias áreas da cidade, seja na educação, judiciário, conselhos tutelares, poder público ou iniciativa privada”, disse.

O conselheiro do Compaz citou que esse trabalho desempenhado na cidade para promover a não-violência e incentivar a paz em diferentes espaços obtém reconhecimento nacional. “Recentemente, dois projetos executados no Cense Londrina II pelos nossos parceiros foram premiados em concurso do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). E a Secretaria Municipal de Educação foi convidada para apresentar o Programa Vida no curso Círculos em Movimento, que reúne cerca de 10 mil alunos para ensinar sobre a Justiça Restaurativa. Participamos da elaboração do Masterplan da cidade, o planejamento estratégico. Acredito que o movimento ganhou vida por si só, e se tornou irreversível porque há nas pessoas a intenção de trabalhar essa cultura de paz”, concluiu.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.