Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em evento ecumênico realizado hoje, empregados da operadora, o prefeito Marcelo Belinati e o gerente regional da Copel Telecom comemoraram jubileu de ouro da operadora

A Sercomtel Telecomunicações deu início hoje às comemorações do aniversário de 50 anos que serão completados na sexta-feira (6). Funcionários participaram do culto ecumênico realizado no prédio da Sercomtel da João Cândido. Estiveram presentes o prefeito Marcelo Belinati, o presidente da Sercomtel, Hans Muller, o gerente regional da Copel Telecom, Fernando Farias Bizarro, além de membros dos Conselhos Administrativo e Fiscal da operadora e diretores das empresas que compõem o grupo Sercomtel. O momento de oração foi conduzido pelo padre Romão Martins e o pastor Leonardo Mendes Bahls.

Na ocasião, o presidente da Sercomtel, Hans Müller, destacou a trajetória de sucesso da operadora desde a criação, como Departamento de Serviços Telefônicos em 1964, até hoje. Hans falou de seu orgulho pela empresa e todo corpo de funcionários altamente qualificado, lembrou que a Sercomtel é a única operadora de telecomunicações que se mantém no modelo público no Brasil devido ao trabalho, garra e determinação de todos que passaram pela empresa.

“Durante estes 50 anos, a Sercomtel cresceu e conquistou o respeito, admiração e reconhecimento do mercado nacional pelo uso pioneiro de tecnologia avançada e qualidade dos serviços prestados, como atestado pela Anatel em anos consecutivos”, disse Hans, enfatizando a importância da parceria de anos com a Copel para o surgimento da sinergia dos serviços de alta qualidade de voz da Sercomtel e altas velocidades de banda larga da Copel Telecom.

Ao completar 50 anos, mesmo diante de um cenário tão desafiador para o setor de telecomunicações em todo país, o presidente da Sercomtel enfatizou que a empresa tem vários motivos para comemorar, sendo o principal deles sua presença em todas as regiões do Estado, quase 200 municípios do Paraná.

Ao parabenizar a Sercomtel pelo jubileu de ouro, o prefeito Marcelo Belinati reconheceu que preservar a operadora viva, dando continuidade à prestação de qualidade de seus serviços foi um dos grandes desafios assumidos por ele desde que tomou posse como prefeito há um ano e meio. “Foram vários meses de visitas à Copel e também à Anatel para chegarmos a uma solução e acredito que agora estamos caminhando para muito próximo disso. Foi o trabalho em conjunto desde a presidência anterior até a presidência atual e o esforço de todos os empregados que possibilitou que a Sercomtel reduzisse o prejuízo de cerca de R$ 21 milhões em 2016 para R$ 4 milhões em 2017. Neste ano, até o presente momento, a companhia opera com lucro de R$ 5,2 milhões.”

Belinati apontou que o grande obstáculo hoje para o crescimento da operadora é a falta de recursos para investimento em tecnologia e o passivo total de dívidas que se aproxima a R$ 256 milhões. “Apesar disso, desde o início, em nenhum momento, eu considerei que a Sercomtel pudesse ser inviável. Para mim, a única alternativa para a operadora sempre foi a de ampliar a parceria com a Copel, pois só assim poderemos mantê-la como uma empresa de Londrina, geradora de impostos e empregos em nossa cidade, prestando um serviço social importante para a comunidade e atraindo empresas de tecnologia para nossa região. Meu desejo é que esta empresa possa um dia ainda comemorar seus 100 anos e estou lutando muito para isso” finalizou.

O prefeito Marcelo Belinati informou ainda que nesta semana se reunirá com representantes da Copel para tratar da consultoria realizada na operadora.

Asimp/Sercomtel

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios