Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os servidores da Universidade Estadual de Londrina, UEL, aprovaram em assembleias nesta sexta-feira, 29, para que haja uma greve na próxima terça-feira,3, contra a PEC da Previdência do governador Ratinho Junior.   Os trabalhadores também aprovaram a ida de uma caravana para Curitiba para participar do grande protesto que vai ocorrer na capital neste dia e uma nova assembleia para quarta-feira, dia 4.  As assembleias, organizadas pela ASSUEL, foram realizadas tanto no campus como no Hospital Universitário (HU).

No dia 18/11, Ratinho Jr. enviou para a Assembleia Legislativa, em regime de urgência, três alterações nas leis previdenciárias que visam: Aumentar a alíquota da contribuição previdenciária de 11% para 14%; criar contribuição previdenciária para aposentados com salários acima de mínimos;  estabelecer a idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 para homens, entre outras medidas.

De acordo com o presidente da Assuel, Arnaldo Mello, a maioria dos servidores votaram a favor da greve por entender que a categoria não pode perder mais direitos. “Ninguém aguenta mais tantas perdas. O governo se apropriou do nosso fundo previdenciário por meio de muita violência, não paga nossos reajustes salariais há mais de quatro anos, tirou a licença-prêmio e como não bastasse agora quer aprovar mais um pacote de maldades contra os servidores”, desabafou Mello.

Caravana

Os servidores que tiverem interesse em fazer parte da caravana para Curitiba devem fazer suas inscrições na sede da Assuel pelo 30255164, com a secretária Mariana.
Elsa Caldeira/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios