Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Desde março de 2020, a unidade atendia exclusivamente pacientes com sintomas respiratórios; com a redução dos índices de Covid-19, esse serviço ficará centralizado na UPA Sabará

Após um ano e nove meses atuando exclusivamente no atendimento de pacientes com sintomas respiratórios, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Maria Cecília retornará ao seu funcionamento regular na próxima segunda-feira (20). Oferecendo os serviços de clínica geral, pediatria, ginecologia, enfermagem, odontologia, nutrição, psicologia e fisioterapia, entre outros, a UBS atenderá de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Após passar por procedimentos de reorganização nesta semana, o local permanecerá fechado, hoje (17), para a realização de limpeza geral e desinfecção.

Em março de 2020, durante o início da pandemia de Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) havia implementado seis unidades exclusivas para sintomas respiratórios. Nos 21 meses em que executou esse serviço, a UBS Maria Cecília realizou mais de 24.362 atendimentos. Também foram convertidas para esse propósito, na época, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabará e as UBSs Bandeirantes, Chefe Newton, Guanabara e Vila Ricardo.

Em vista da diminuição dos índices relativos à pandemia no município, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou, em outubro, a desmobilização gradativa dessas unidades. Com o retorno da UBS Maria Cecília às suas atividades regulares, somente a UPA Sabará, que funciona 24h, continuará realizando os atendimentos exclusivos. O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, frisou que a decisão de desmobilizar gradualmente as unidades exclusivas é baseada em dados pormenorizados e avaliações técnicas, e que as medidas vêm sendo conduzidas com foco na segurança e saúde da população.

“A UPA Sabará, que é a maior estrutura do Município, permanecerá realizando esse serviço, com uma infraestrutura que inclui entre cinco e seis médicos de plantão 24h por dia, retaguarda de exames de laboratório e raio-x para atendimento das síndromes respiratórias. Naquela unidade, também temos observado uma redução significativa no número de atendimentos e, em um curto espaço de tempo, planejamos retomar as atividades regulares de urgência e emergência”, destacou.

NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.