Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O lançamento foi na ExpoLondrina 2019, onde também foi anunciado projeto de lei que prevê a redução do ISS para o setor de eventos, como forma de tornar a cidade cada vez mais atrativa

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, lançou ontem (9), durante a ExpoLondrina 2019, a Maratona de Inovação e Economia Criativa, que contempla uma programação extensa que visa celebrar o 85° aniversário do município e prevê diversas iniciativas em áreas como tecnologia, esporte, cultura e inovação social. Durante todo o dia o prefeito, acompanhado de sua equipe, despacha no gabinete instalado na sala da presidência da Sociedade Rural do Paraná, no Parque Ney Braga, e atende a comunidade, associação de bairros e entidades.

Na área de Inovação Social, a Maratona contempla o Concurso de Boas Práticas em Políticas Públicas, em todos os campos da administração pública municipal, como Educação, Saúde, Segurança, Assistência Social, Direitos Humanos, Urbanismo, Meio Ambiente, Cultura, Esporte, Desenvolvimento Econômico, ente outros. O objetivo é receber propostas ou projetos estruturados para solução de problemas ou melhora de processos da cidade. O edital será lançado até o final de maio e qualquer cidadão poderá inscrever propostas e projetos nestas áreas. Os melhores serão premiados em dinheiro e vão receber menção honrosa.

Em 2019, as Mostras e Festivais apoiados pela Prefeitura, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) vão realizar Concursos para Novos Talentos e Novos Autores. Com isso, os Editais Estratégicos vão prever que todos os projetos selecionados deverão divulgar a marca dos 85 anos de Londrina, rumo ao ano 100. Outra novidade é que no Edital de Projetos Estratégicos, a Prefeitura vai buscar estimular que as atividades culturais sejam realizadas em espaços que concentram público, como os terminais urbanos.

No segmento de Tecnologia, o Ecossistema de Inovação de Londrina realizará, este ano, sete maratonas de programação em diversas áreas: Agro (abril); Saúde (junho); Turismo Inteligente (julho); Sportech (setembro); EcoTIC e Economia Criativa (setembro); Hackathon 60+ e Construção Civil (outubro). Na áreas de Esportes, estão previstas diversas competições ao longo do ano, como os Jogos Paraolímpicos do Paraná (PARAJAPS) em junho; os Jogos da Juventude do Paraná, em setembro; a Corrida do Aniversário de Londrina, em dezembro, entre outros.

O prefeito também anunciou que enviará um projeto de lei à Câmara de Vereadores, que prevê a redução da alíquota de ISS para o setor de eventos, de 5% para 3%, como forma tornar a cidade cada vez mais atrativa na captação de eventos e reconhecer a importância que o setor representa. A redução do ISS foi embasada em um estudo realizado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), com apoio do Londrina Convention Bureau e Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), e se assemelha ao que já acontece em cidades como Maringá, Bento Gonçalves e Gramado.

Segundo Marcelo, esta era uma reivindicação muito antiga do setor, que vai tornar Londrina mais competitiva em relação a outros polos regionais. “A Câmara de Vereadores nos apresentou um projeto do vereador Guilherme Belinati, mas existe o entendimento que há um vício de iniciativa em relação a este projeto. Então, a partir dele, trabalhando em conjunto com Convention Bureau e o Fórum Desenvolve Londrina, nós formatamos um projeto de lei, que deve ser enviado à Câmara, no sentido de estimular e tornar Londrina cada vez mais atrativa na captação de eventos”, explicou.

Com relação ao aniversário da cidade, o prefeito frisou que a Maratona objetiva estimular os segmentos de eventos, cultura e esportes, que têm uma atuação muito forte em Londrina e geram emprego, renda e inclusão social. “Queremos unir todos os setores para que isso sirva de estímulo para que a cidade possa ter novas conquistas, pois Londrina é um município extremamente rico em eventos e tem capacidade para abrigar eventos grandiosos, como a ExpoLondrina, que é um dos maiores do Brasil”, afirmou

O chefe de Gabinete da Prefeitura, Tadeu Felismino, disse que a proposta é iniciar, este ano, a comemoração dos 85 anos da cidade, começando uma contagem regressiva para os 100 anos, em 2034. “Para isso imaginamos não apenas um evento, mas uma mobilização, uma maratona, tendo como proposta central despertar os talentos da cidade e o espírito empreendedor, por meio de concursos e competições, tanto na área de inovação tecnológica e de esportes quanto na de economia criativa, que contempla diversos segmentos, como o das artes, cultura, turismo, filosofia, literatura, entre outros”, contou.

Com relação à redução do ISS para o setor de eventos, o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina, CODEL, Bruno Ubiratan ressaltou que o município vai aumentar a sua competitividade, fomentando ainda mais a atração de shows, festivais, feiras, congressos, jogos, entre outros. “O empresário que vem para a cidade tem muitos custos e acreditamos que com esta redução poderemos aumentar, de modo significativo, a realização de eventos que geram renda, emprego e movimentam a cidade como um todo”, salientou.

O diretor executivo do Londrina Convention Bureau, Arnaldo Falanca, que faz parte do Núcleo de Turismo, o qual realiza reuniões semanais há 10 anos para falar sobre o turismo e as necessidades da cidade, enfatizou que muitas administrações municipais anteriores não ouviam os anseios do setor e não entendiam a importância que isso representa para a cidade. “Agora, com a atual administração do município, temos uma abertura fantástica, por meio da CODEL que é o canal para que possamos chegar até o prefeito e mostrar as demandas e necessidades da cidade. Esta notícia de redução do ISS para eventos, que é uma demanda de muitos anos, é uma conquista, pois traremos mais eventos para a cidade, gerando renda para todo o município, ou seja, todos ganham”, apontou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios