Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Parlamentares estiveram nos terminais Catuaí, Acapulco e Irerê para verificar a qualidade do serviço prestado

Ontem (20), os vereadores da Comissão Especial dos Transportes Públicos da Câmara de Londrina vistoriaram os terminais de transporte coletivo do Shopping Catuaí, do Jardim Acapulco e do Distrito de Irerê, todos na região sul da cidade. Nos locais, verificaram a estrutura física, condições de acessibilidade e se estão sendo observadas as obrigações previstas no contrato de concessão do transporte público. Os parlamentares também fiscalizaram o cumprimento das regras sanitárias de higienização e limitação do número de passageiros nos coletivos em virtude da pandemia de covid-19.

Nos três terminais os vereadores constataram que não havia rede de internet wi-fi disponível para os usuários, como previsto no contrato do município com as concessionárias de transporte coletivo. Em relação à higienização dos coletivos, nos terminais visitados havia profissionais exclusivos para a limpeza interna dos veículos. Os parlamentares também ouviram reclamações de passageiros sobre a redução de horários e de linhas durante a pandemia, além de coletivos cheios. Outra demanda apresentada pelos usuários foi a ampliação do telhado dos terminais, para maior proteção em dias de chuva com vento.

Participaram da vistoria os cinco vereadores integrantes da Comissão Especial dos Transportes Públicos: Mara Boca Aberta (Pros), presidente; Jessicão (PP), relatora; e Beto Cambará (Podemos), Giovani Mattos (PSC) e Roberto Fú (PDT), membros.

No terminal do Shopping Catuaí, os parlamentares encontraram ventiladores quebrados e janelas emperradas na sala de embarque. Segundo a vereadora Mara Boca Aberta (Pros), presidente da comissão especial, em dias de chuva, por falta de uma cobertura maior na plataforma, as pessoas têm que aguardar na sala fechada. "Há lâmpadas queimadas e ventiladores que não funcionam, até mesmo para obedecer ao protocolo de que em ambientes fechados tem que haver circulação de ar, as janelas estão quebradas e não dá para abrir. O pessoal reclama bastante que em dia de chuva a estrutura do terminal não abriga as pessoas, que precisam ficar todas amontoadas ali dentro, e não tendo as janelas para circulação de ar e ventiladores", relatou.

Durante a vistoria, os parlamentares e assessores aplicaram um questionário para os passageiros, com perguntas sobre qualidade do serviço, disponibilidade de linhas e frequência dos ônibus, entre outros temas. As informações coletadas durante a visita ajudarão na elaboração do relatório final da comissão. 

Conforme a vereadora Mara Boca Aberta, a comissão especial pretende fiscalizar os demais terminais de transporte coletivo de Londrina e circular por algumas linhas nos horários de maior movimento de passageiros. "Vamos fazer visita aos outros terminais em horário de pico. A gente pretende fazer a locomoção de um terminal para o outro dentro do ônibus e nos horários de pico, como tem sido reclamado para a gente, principalmente no Terminal Central", afirmou.

O trabalho

A Comissão Especial dos Transportes Públicos foi criada no dia 8 de junho deste ano e tem como objetivo analisar e fiscalizar o cumprimento dos contratos de prestação do serviço de transporte público em Londrina. A vereadora Mara Boca Aberta (Pros) é a presidente da comissão, Jessicão (PP) é a relatora e Beto Cambará (Podemos), Giovani Mattos (PSC) e Roberto Fú (PDT) são membros.

De acordo com o Regimento Interno da Câmara de Londrina, as comissões especiais têm 180 dias contados da criação para apresentação do relatório final, prazo que pode ser prorrogado por 90 dias, se necessário.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.