Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Plenário aprovou o envio de Pedido de Informação ao Município e convite a secretários para que apresentem explicações sobre o tema

O plenário da Câmara Municipal de Londrina (CML) aprovou, ontem (2), por unanimidade e em regime de urgência, o envio de um Pedido de Informação (PI) para que a Prefeitura apresente explicações e documentação comprobatória sobre uma suposta divergência contábil nas contas municipais apontada pelo Conselho Municipal de Transparência e Controle Social de Londrina. Um ofício sobre a suposta irregularidade foi protocolada no Legislativo Municipal no último dia 30 pelo presidente do conselho, Auber Silva Pereira. O PI nº 493/2021 foi apresentado pelos três vereadores integrantes da Comissão de Finanças e Orçamento: Giovani Mattos (PSC), Madureira (PTB) e Beto Cambará (Podemos).

Os parlamentares também aprovaram por unanimidade o requerimento nº 532/2021, do vereador Nantes (PP), convidando o secretário municipal de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, e o controlador-geral do Município, Newton Hideki Tanimura, para apresentarem explicações públicas sobre o tema na próxima terça-feira (7), durante sessão da Câmara de Londrina.

Presidente da Comissão de Finanças, Giovani Mattos afirmou que o Poder Legislativo tem o dever de fiscalizar as finanças da Prefeitura. “Nós vamos conversar com os secretários que são citados, com os responsáveis pelas pastas, com a finalidade de trazer transparência. Isso aqui não é uma troca de acusações. Nós queremos garantir que todos os processos legais estão sendo seguidos pelo nosso Executivo”, disse.

Os Pedidos de Informação estão previstos no Regimento Interno da CML e o prazo inicial para as respostas do Executivo à Câmara de Vereadores é fixado em 15 dias úteis, prorrogáveis por igual período desde que devidamente justificado. O não atendimento no prazo estipulado ou a prestação de informações falsas importam em infração político-administrativa aos gestores.

Durante a sessão, o ofício do conselho foi despachado em plenário pelo presidente da Câmara, Jairo Tamura (PL), para a Controladoria do Legislativo, para análise e parecer, e também para todos os vereadores, para ciência.

Asimp/CML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.