Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os consumidores terão mais tempo para comprar os presentes do Dia dos Namorados, celebrado na quarta-feira (12) da próxima semana. Nos dias 10 e 11 de junho (segunda e terça), o comércio de rua de Londrina estenderá o expediente até as 21 horas. O acordo faz parte da convenção firmada entre o Sincoval e Sindecolon.

“O Dia dos Namorados é uma data com força emocional e comercial, portanto é mais uma oportunidade para o lojista provocar o aquecimento de suas vendas. Sempre orientamos os empresários a pensarem em um plano de ação para chamar a atenção e atrair o cliente para a loja. Especialmente em datas como essa é muito importante caprichar na decoração da vitrine, elaborar promoções estratégicas, promover campanhas de engajamento e, sem dúvida, preparar muito bem o time de vendas para um excelente atendimento”, ressalta o presidente da ACIL, Fernando Moraes. “Com toda a mudança que vivemos no mercado, não podemos apenas desejar que tenhamos boas vendas e esperar de braços cruzados que o consumidor venha comprar o meu produto”, completa.

Uma pesquisa realizada pela ACIL no mês de maio apontou que os comerciantes estão otimistas com as vendas nos próximos meses. Segundo o levantamento, para o segundo semestre de 2019, 86,9% dos lojistas acreditam na melhora de suas vendas, 11,5% responderam que as vendas devem se manter igual e 1,6% respondeu que poderá piorar.

Feira na Praça volta ao Calçadão

Projeto lançado pela ACIL no mês de maio, a Feira na Praça volta ao Calçadão de Londrina nos dias 10 e 11 de junho, quando as lojas de rua estarão abertas até mais tarde para aquecer as vendas do Dia dos Namorados. Das 17 às 21 horas, a Praça Gabriel Martins reunirá expositores de produtos naturais e orgânicos, música ao vivo, food trucks, espaço kids, tudo num ambiente charmoso e agradável, decorado com cordão de luz e muita alegria.

“A Feira na Praça alcançou seu propósito na primeira edição, que foi voltar a levar vida ao Calçadão Central, um dos espaços públicos mais tradicionais da cidade e onde é grande a força do comércio de rua. O projeto busca levar movimento de pessoas e, consequentemente, mais consumidores às ruas, através de ações criativas, que exaltem a gastronomia, a cultura, a música e outras atividades sempre voltadas à toda família”, explica Fernando Moraes.

Susan Naime Bortoti/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios