Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Referência no atendimento a adolescentes, o médico receberá a honraria nesta sexta-feira (22) por meio de lei de autoria do vereador Amauri Cardoso

No momento em que o País discute a necessidade de entender os conflitos enfrentados por adolescentes e jovens como uma das formas de prevenir comportamentos violentos, a Câmara Municipal de Londrina realizará na sexta-feira (22), às 20 horas, sessão solene para homenagear um dos pioneiros no atendimento especializado a esta complexa fase do desenvolvimento humano, o médico Walter Marcondes Filho. Formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e professor aposentado da mesma instituição, o pediatra receberá o Título de Cidadão Honorário por iniciativa do vereador Amauri Cardoso (PSDB), concedido por meio da lei nº 12.787/2018, sancionada pelo prefeito Marcelo Belinati (PP). A solenidade será realizada na sala de sessões do prédio do Legislativo, com transmissão online pelo site www.cml.pr.gov.br e pelo canal da Câmara no Youtube.

Natural de Paranaguá, no litoral paranaense, Walter Marcondes Filho concluiu o curso de Medicina em 1973 e nos dois anos seguintes cursou, também na UEL, residência médica em pediatria. Especializou-se em Medicina da Adolescência e Juventude; em Medicina do Trabalho e em Psicoterapia de Base Analítica. Presidiu, entre os anos de 2001 e 2006, a Associação Brasileira de Adolescência (Asbra), e nos anos de 2009 e 2010 a Confederación de Adolescencia e Juventude para Iberoamérica e Caribe (Codajic). Foi o primeiro hebiatra (médico especializado em adolescentes) de Londrina e um dos primeiros do Brasil.

Em 45 anos de medicina Marcondes publicou inúmeros trabalhos científicos sobre adolescência e juventude; ministrou palestras e participou de diversos congressos como palestrante em países da América Latina, Caribe, Estados Unidos, Canadá e Europa. Também exerceu os cargos de superintendente da Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina (Caapsml) nos anos de 2009 e 2012 e de diretor geral do Hospital Anísio Figueiredo (Hospital Zona Norte) de 2011 a 2014.

“Pé vermelho de verdade”

Apesar do extenso currículo e da importante trajetória no serviço público, o médico confessa ter ficado surpreso ao saber da homenagem dos poderes Executivo e Legislativo do município. “Foi uma surpresa, estou muito grato e muito feliz por saber que agora serei um pé vermelho de verdade”, afirma.

O hebiatra revela que o interesse por aprofundar os estudos em adolescência surgiu ao participar de um congresso médico, nos idos de 1981. “Na época poucos se interessavam pelo tema, e eu criei um laboratório para atendimento desta faixa etária na Caapsml. Quando percebi que os problemas de muitos destes pacientes não eram só clínicos, mas diziam respeito também aos conflitos emocionais, comecei a estudar psicanálise e fiz especialização na área. Foram cerca de 15 anos de estudos teóricos”, relata o médico, que hoje presta atendimento psicoterápico a adolescentes, jovens e adultos jovens (até 35 anos), a maioria deles com transtornos mentais. “É preciso um grande preparo e ter empatia com estes jovens”, diz. Marcondes chegou a apresentar um programa de TV, o Planeta Jovem, produzido para adolescentes.

O vereador Amauri Cardoso, que conhece o médico há algumas décadas, destaca sua disposição em ajudar o próximo. “Sabemos que a adolescência é uma fase de grande vulnerabilidade, e o doutor Walter se especializou justamente neste tipo de atendimento, muitas vezes trabalhando gratuitamente, quando sabia que a família não tinha condições de pagar. Estamos homenageando, portanto, um grande profissional e um grande ser humano. Precisaríamos ter muitos ‘Walteres’ por aí”, ressalta o parlamentar.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios