Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Plantar a espécie correta no lugar certo é o primeiro passo para a arborização eficaz. Cuidados com a planta são indispensáveis para sua saúde

O plantio e manutenção corretos das árvores são indispensáveis para a arborização urbana que embeleza a cidade. As árvores garantem mais qualidade de vida às pessoas e animais, pois atuam como filtros purificando o ar, além de atenuar a temperatura, amortecer os ruídos causados pela poluição sonora, reduzir a velocidade dos ventos e conservar a umidade do solo.

Plantar a espécie correta no lugar certo é o primeiro passo para a arborização eficaz. Atenta a essa questão, a Administração Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, produziu o guia prático "Arvore Certa no Lugar Certo", para orientar e esclarecer as dúvidas dos munícipes em relação ao plantio e cuidados com as mudas.

De acordo com o diretor municipal de Meio Ambiente, Diógenes Magri, o plantio e manuseio correto da planta são imprescindíveis. "É preciso analisar onde a muda será plantada, observar se é próximo a rede elétrica ou não, para escolher a espécie que melhor se adequa a situação", explica ele.

Conforme Magri, as espécies indicadas para o plantio próximo à rede de fiação são: Aroeira Salsa, Acácia Mimosa, Acácia Sena, Calistemo e Canela de Cheiro. "Essas espécies não entram em conflito com a rede de fios, pois são de pequeno porte e crescem aproximadamente entre 4 e 6m", esclarece ele. "Já as mudas de Ipê Branco, Magnólia, Saboneteira, Pata de Vaca são recomendadas para calçadas ausentes de fiação, pois são de grande porte e chegam a crescer entre 8 e 12m. A Canela de Cheiro, entretanto, pode ser usada nas duas situações", acrescenta ele.

Vale ressaltar que as mudas indicadas estão disponíveis no Viveiro Municipal e são oferecidas gratuitamente pela Prefeitura. O cidadão ainda tem a opção de escolher a planta que deseja. Magri, porém, ressalta que outras espécies podem ser plantadas, desde que não sejam frutíferas e se adequem as características do local.

Após a escolha correta da muda é preciso atentar-se para o plantio. Segundo o diretor de Meio Ambiente, o principal cuidado com a árvore nova é a abertura correta da cova, que deve ser 60 cm de largura, 60 cm de comprimento e 60 cm de profundidade. "Esse tamanho de cova permite a entrada de luz, favorecendo que a raiz procure o escuro. Esse período de enraizamento no solo é de difícil absorção de água, essas medidas proporcionam a entrada de água e asseguram a respiração da planta", explica o diretor.  "No futuro, o morador não correrá o risco de ter a calçada quebrada, pois esse espaço é suficiente para o desenvolvimento da planta", garante Magri.

Durante o plantio é indicado também utilizar estacas de madeiras ou bambus, de 1m de profundidade e 2m de altura que auxiliam no crescimento reto da árvore. "Árvores tortas podem ocasionar transtornos urbanos, principalmente com ônibus e caminhões, por exemplo. Se a árvore estiver pendendo para o lado da rua, esses veículos podem passar e levá-la", informa Magri.

Após o desenvolvimento da árvore, a poda é outra questão que deve ser observada com atenção e realizada com consciência. A poda deve garantir a vitalidade, segurança e aspecto visual da árvore, entretanto, muitas sofrem com a poda incorreta.

"Muitas pessoas fazem a poda sem equilíbrio, cortam só um lado da árvore o que a faz a perder a igualdade e propicia que a planta entorte para um lado e aumenta as chances de cair. Outra prática comum é cortar todas as folhas, no entanto, elas são fundamentais para o desenvolvimento da planta. Esse modo de poda faz a árvore passar por um grande estresse e isso ocasionará no futuro o engrossamento do caule e da raiz porque a árvore tenta compensar o que foi cortado em cima", garante Magri.

O Guia de Orientação pode ser acessado através do link: [http://www.ibipora.pr.gov.br/media/documento/doc/novo-guia-arborizacao.pdf], ou então na própria Secretaria de Agricultura, na Prefeitura. Os servidores da secretaria também estão à disposição para atender aos munícipes, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Mais informações pelo telefone: 3178-8400.

Bárbara Vieira/NCS/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.