Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Plantar a espécie correta no lugar certo é o primeiro passo para a arborização eficaz. Cuidados com a planta são indispensáveis para sua saúde

O plantio e manutenção corretos das árvores são indispensáveis para a arborização urbana que embeleza a cidade. As árvores garantem mais qualidade de vida às pessoas e animais, pois atuam como filtros purificando o ar, além de atenuar a temperatura, amortecer os ruídos causados pela poluição sonora, reduzir a velocidade dos ventos e conservar a umidade do solo.

Plantar a espécie correta no lugar certo é o primeiro passo para a arborização eficaz. Atenta a essa questão, a Administração Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, produziu o guia prático "Arvore Certa no Lugar Certo", para orientar e esclarecer as dúvidas dos munícipes em relação ao plantio e cuidados com as mudas.

De acordo com o diretor municipal de Meio Ambiente, Diógenes Magri, o plantio e manuseio correto da planta são imprescindíveis. "É preciso analisar onde a muda será plantada, observar se é próximo a rede elétrica ou não, para escolher a espécie que melhor se adequa a situação", explica ele.

Conforme Magri, as espécies indicadas para o plantio próximo à rede de fiação são: Aroeira Salsa, Acácia Mimosa, Acácia Sena, Calistemo e Canela de Cheiro. "Essas espécies não entram em conflito com a rede de fios, pois são de pequeno porte e crescem aproximadamente entre 4 e 6m", esclarece ele. "Já as mudas de Ipê Branco, Magnólia, Saboneteira, Pata de Vaca são recomendadas para calçadas ausentes de fiação, pois são de grande porte e chegam a crescer entre 8 e 12m. A Canela de Cheiro, entretanto, pode ser usada nas duas situações", acrescenta ele.

Vale ressaltar que as mudas indicadas estão disponíveis no Viveiro Municipal e são oferecidas gratuitamente pela Prefeitura. O cidadão ainda tem a opção de escolher a planta que deseja. Magri, porém, ressalta que outras espécies podem ser plantadas, desde que não sejam frutíferas e se adequem as características do local.

Após a escolha correta da muda é preciso atentar-se para o plantio. Segundo o diretor de Meio Ambiente, o principal cuidado com a árvore nova é a abertura correta da cova, que deve ser 60 cm de largura, 60 cm de comprimento e 60 cm de profundidade. "Esse tamanho de cova permite a entrada de luz, favorecendo que a raiz procure o escuro. Esse período de enraizamento no solo é de difícil absorção de água, essas medidas proporcionam a entrada de água e asseguram a respiração da planta", explica o diretor.  "No futuro, o morador não correrá o risco de ter a calçada quebrada, pois esse espaço é suficiente para o desenvolvimento da planta", garante Magri.

Durante o plantio é indicado também utilizar estacas de madeiras ou bambus, de 1m de profundidade e 2m de altura que auxiliam no crescimento reto da árvore. "Árvores tortas podem ocasionar transtornos urbanos, principalmente com ônibus e caminhões, por exemplo. Se a árvore estiver pendendo para o lado da rua, esses veículos podem passar e levá-la", informa Magri.

Após o desenvolvimento da árvore, a poda é outra questão que deve ser observada com atenção e realizada com consciência. A poda deve garantir a vitalidade, segurança e aspecto visual da árvore, entretanto, muitas sofrem com a poda incorreta.

"Muitas pessoas fazem a poda sem equilíbrio, cortam só um lado da árvore o que a faz a perder a igualdade e propicia que a planta entorte para um lado e aumenta as chances de cair. Outra prática comum é cortar todas as folhas, no entanto, elas são fundamentais para o desenvolvimento da planta. Esse modo de poda faz a árvore passar por um grande estresse e isso ocasionará no futuro o engrossamento do caule e da raiz porque a árvore tenta compensar o que foi cortado em cima", garante Magri.

O Guia de Orientação pode ser acessado através do link: [http://www.ibipora.pr.gov.br/media/documento/doc/novo-guia-arborizacao.pdf], ou então na própria Secretaria de Agricultura, na Prefeitura. Os servidores da secretaria também estão à disposição para atender aos munícipes, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Mais informações pelo telefone: 3178-8400.

Bárbara Vieira/NCS/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios