Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Foi realizada no último sábado (5) a VIII Conferência Municipal do Meio Ambiente, com o tema "Londrina que te quero verde, somos todos responsáveis". O evento foi organizado pela Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) e pelo Conselho Municipal do Meio Ambiente (Consemma). Participaram cerca de 80 pessoas, e as atividades foram realizadas na Câmara Municipal de Londrina, na rua Governador Parigot de Souza, 145. Durante a conferência, foram selecionados os novos integrantes do Consemma, para a gestão 2016-2017, e a posse está prevista para 1 de fevereiro de 2016.

De acordo com a gerente de Educação Ambiental da Sema, Queila Spoladore, dentre os novos conselheiros, 50% foram indicados e são representantes de órgãos públicos federais, estaduais, municipais, e do ministério público. Ela contou que as demais vagas são para representantes de órgãos e entidades da sociedade civil, e ficaram distribuídas em: cinco vagas para associações civis comunitárias, duas para o setor produtivo, três para organizações não governamentais (ONGs) ambientalistas, duas para institutos de ensino e pesquisa, e duas para entidades de classe profissionais. Todas foram preenchidas com a eleição realizada na conferência, e os cargos contam também com suplentes.

A presidente do Consemma, Roberta Silveira Queiroz, afirmou que o encontro tratou dos temas debatidos e propostos nas oito pré-conferências distritais e urbanas, realizadas durante o mês de novembro. “Nas pré-conferências montamos uma metodologia para que as pessoas pudessem construir suas proposições. Algumas eram bem específicas, regionais, mas na conferência conseguimos transformar em políticas com maior alcance, aplicáveis para todo o município”, explicou.

Roberta considerou que o encontro foi muito produtivo, pois essas 50 propostas debatidas no evento servirão como base para orientar as atividades dos novos conselheiros. “Contamos com participações de bastante qualidade, que trouxeram à tona discussões muito importantes para a cidade. O objetivo foi tirar propostas concretizáveis para trazer resultados para Londrina. E o diferencial é que buscamos discutir, além da cobrança, o encaminhamento e o que todos poderíamos fazer em conjunto”, disse.

N.Com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.