Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Cooper Região passa a contar com esteira para seleção de materiais; doação foi feita pela Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva (IRR)

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) participa, nesta sexta-feira (24), da entrega do novo equipamento da Cooperativa de Trabalho de Catadores de Materiais Recicláveis e Resíduos Sólidos da Região de Londrina (Cooper Região). Na ocasião, será inaugurada a esteira de triagem, doada à cooperativa pela Iniciativa Regional para a Reciclagem Inclusiva (IRR), representada pela Fundación Avina. O evento será realizado às 9 horas, na unidade da Cooper Região localizada na Rua Saturnino de Brito, 93, Vila Marízia.

Segundo a diretora de Operações da Cooper Região, Crislene Amaral, a esteira foi doada neste mês de agosto. A solenidade marca a apresentação e inauguração do equipamento. “A esteira vai substituir as mesas onde eram feitas as triagens do material coletado, ocupando menos espaço e melhorando a logística do barracão. Ela comporta cerca de 20 pessoas ao mesmo tempo, então a expectativa é que o trabalho de separação do material tenha mais qualidade e seja feito com agilidade”, destacou.

A doação foi viabilizada pelo projeto de Modernização e Mecanização da Cooper Região, desenvolvido em parceria com a Fundación Avina, que integra a IRR. O projeto da cooperativa tem como objetivo garantir condições igualitárias e apropriadas aos catadores, com a padronização do processo produtivo. “A Avina é parceira da Cooper Região, e já nos acompanha há algum tempo. Então desenvolvemos e inscrevemos esse projeto, e fomos contemplados com a doação do maquinário”, explicou Crislene.

O montante investido na aquisição da esteira de triagem foi de US$ 35.000,00 dólares, o que equivale a aproximadamente R$ 110.00,00.

Dados

O sistema de coleta seletiva em Londrina atende 100% do território do município, e envolve o trabalho direto de aproximadamente 340 pessoas. A Cooper Região é a primeira cooperativa a ter contrato com a CMTU. Atualmente, conta com 131 cooperados que atendem 87.383 mil domicílios, distribuídos em todas as regiões da cidade.

Em toda a cidade são 18 entrepostos, responsáveis pela triagem e comercialização de aproximadamente 750 toneladas de recicláveis por mês, além da Central de Valorização de Materiais Recicláveis (CVMR), que entre junho e outubro de 2017 beneficiou e comercializou mais de 252.450 quilos de garrafas PET, embalagens longa-vida, papel, papelão e outros itens reutilizáveis.

Juliana Gonçalves/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios