Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A ONU definiu 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas. No Colégio Universitário várias atividades sobre o tema estão sendo realizadas com os alunos.

Nesta quinta-feira (10/03), às 14h30min, as crianças do Nível IV plantarão ervilha na Fazendinha, uma sala de aula a céu aberto dentro do Colégio Universitário. É que a Organização das Nações Unidas (ONU) definiu 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas. Por conta disso, os alunos do Colégio Universitário estão realizando uma série de atividades sobre o tema.

Durante os estudos, as crianças levantarão hipóteses sobre como seria um pé de ervilha e retratarão o plantio com um desenho. Será que a ervilha cresce dentro ou fora da terra? Os alunos confrontarão as suas hipóteses com as informações adquiridas e, depois, finalizarão a atividade na sexta-feira (11/03), às 14h30min, com a história “A princesa e a ervilha” sendo dramatizada pelas professoras.

Vale destacar que as ervilhas são alimentos altamente nutritivos. Elas fornecem cerca de 80 calorias por 100 gramas de consumo. São fonte de hidratos de carbono e fibras alimentares, ricas em Vitamina A, Vitamina B, Vitamina C, Vitamina E e Vitamina K. Também são boas fontes de Minerais como o Zinco, Cálcio, Magnésio, Potássio e Ferro.

A ervilha será a terceira leguminosa trabalhada pelos alunos da Educação Infantil. Eles já plantaram a lentilha e o grão de bico. Além disso, para reforçar a aprendizagem, nas semanas anteriores, no Espaço Gourmet Kids (cozinha experimental), junto com as professoras, os pequenos prepararam deliciosas receitas: hambúrguer de lentilha e arroz com lentilha.

De acordo com a coordenadora Maria Luiza Kasuya, durante todo o ano, sete leguminosas serão cultivadas, na Fazendinha, pelas crianças.

“A plantação das leguminosas também faz parte do projeto Qualidade de Vida, que incentiva as crianças a assumirem o hábito de uma alimentação mais saudável. Além disso, é um trabalho interdisciplinar, que envolve a matemática, a língua portuguesa, a coordenação motora, entre outras habilidades”, reforçou Maria Luiza.

Asimp/Colégio Universitário

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios