Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Realizada ontem, para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, a 1ª Caminhada Ecológica de Rolândia – Paixão pela Nossa Terra teve a participação de 180 pessoas. Nem mesmo o frio tirou a disposição dos participantes que, numa demonstração de amor à natureza, percorreram 6 quilômetros pela estrada São Rafael, coletando o lixo encontrado às margens do caminho.

O evento foi realizado pela Emater, Itamaraty, Prefeitura de Rolândia, Lions Clube, Spa Recanto das Figueiras, Pousada das Alamandas e Grupo Escoteiro Guarani 46º PR com o objetivo de conscientizar a população sobre problemas ambientais que ocorrem com frequência naquele município.

“A quantidade de lixo coletado durante a caminhada lotou a caçamba de uma camionete de médio porte. Essa quantidade só não foi maior porque há poucos dias uma família de agricultores da comunidade São Rafael recolheu neste mesmo trajeto uma camionete cheia de lixo. Desta forma, a atividade serviu para sensibilizar todos os participantes sobre a displicência de certas pessoas que jogam lixo em qualquer lugar”, afirmou o engenheiro agrônomo da Emater Gilberto São João, um dos organizadores do evento.

Ao fazer um balanço das atividades realizadas durante a caminhada (coleta de lixo, visita ao Museu da Colonização Alemã e à área de mata nativa preservada pelos proprietários do Spa Recanto das Figueiras e plantio de árvores), Gilberto ressaltou o entusiasmo dos jovens e adultos que participaram da caminhada. “Todos os que acordaram cedo e enfrentaram o frio nesta manhã deram um belo exemplo de cidadania, mostrando à população de Rolândia que amam a natureza e que é preciso preservar nossos recursos naturais”. 

No final da caminhada, os participantes testemunharam uma preciosa demonstração de paixão pela natureza, dada pelo agricultor Geraldo Lonardoni. Enquanto muitos produtores rurais derrubam qualquer árvore que possa fazer sombra às suas lavouras, ele cedeu uma faixa com mais de 500 metros de extensão na frente de sua propriedade, o Sítio São José, situado à margem da estrada São Rafael para o plantio de árvores ornamentais.

Nessa faixa, o produtor abriu covas, onde colocou adubo orgânico para receber 100 mudas de ipês, magnólias e outras espécies de árvores plantadas pelos participantes do evento. E demonstrando que vai cuidar das plantinhas, deixou à espera um carro pipa para regar as mudas recém-plantadas. “Vai ficar muito bonito depois das árvores formadas”, disse Lonardoni, orgulhoso, enquanto observava o pessoal realizando o plantio das mudas.

“Eu acho que todos agricultores devem plantar árvores, porque isso aqui é a nossa vida. Nossas raízes estão aqui e se a gente não preservar, o que vai ser de nós?”, questionou Geraldo Lonardoni, atual presidente da Associação de moradores da Comunidade São Rafael.

Depois do plantio, Gilberto São João falou aos participantes sobre o tempo que cada tipo de resíduo coletado demora para se degradar na natureza. No encerramento, depois do sorteio de brindes oferecidos pela indústria Itamaraty e pelo Spa Recanto das Figueiras, participantes falaram sobre a importância da realização de eventos como esse para conscientizar a população em relação à necessidade de se preservar a natureza.

(Dalva Regina Barboza/Asimp)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios