Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Crianças e professores redigiram documento que será discutido com especialistas da área nesta quinta-feira

Uma escola de Londrina resolveu redigir o seu próprio protocolo de intenções a favor do meio-ambiente. É o quarto ano consecutivo que o IEIJ – Instituto de Educação Infantil e Juvenil desenvolve esta ação.

O documento, intitulado “Jovens Rumo a Mudanças – Para Evitar Desperdícios”, surgiu a partir de estudos realizados pelos próprios estudantes. O protocolo contém uma série de metas a serem atingidas, todas com o intuito de promover o consumo sustentável. As metas contemplam ações sustentáveis que deverão ser seguidas por toda a comunidade escolar, incluindo pais, professores e alunos.

Nesta quinta-feira (08), às 10h da manhã, no próprio IEIJ (Rua Bélgica, 926), o documento e o tema será discutido entre especialistas da área ambiental. A mesa-redonda será presidida pelo advogado ambientalista e presidente da ONG Meio Ambiente Equilibrado, Carlos Eduardo Levy. Também estará presente a promotora do meio-ambiente de Londrina, Dra. Solange Vicentin, o presidente do Conselho Municipal do Meio-Ambiente, Fernando de Barros, a promotora de justiça de Ibiporã, Dra. Révia Luna, a nutricionista do programa Mesa Brasil do SESC, Cleusa Mayer, e o representante da ONG Patrulha das Águas, João Moreira. Também estará compondo a mesa o jornalista Fábio Cavazotti, do Observatório de Gestão Pública do Meio-Ambiente, e as coordenadoras do IEIJ, Margareth Cuba, Eliane Morinaka e Luiza Cavazotti.

A escrita e assinatura do protocolo faz parte do projeto “Ler e Escrever Londrina”. Este projeto da escola tem caráter permanente, e visa promover a leitura, a leitura, a escrita e a reflexão sobre o passado, o presente e o futuro de Londrina. A principal frente de ação é firmar o compromisso da escola com a preservação do meio-ambiente, elegendo metas de mudanças de atitudes em relação ao uso do papel, com os jovens e professores; ao uso consciente de produtos descartáveis e ao transporte solidário, envolvendo a comunidade escolar; ao consumo adequado de energia; à alimentação saudável; e, agora, ao consumo sustentável.

(Felipe Melhado)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.