Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Meio Ambiente 11/04/2012  08h50

Estande da Sanepar na ExpoLondrina sensibiliza sobre a escassez da água

A Trilha dos Sentidos e o jogo de perguntas com o Doutor Água levam o visitante a refletir se está ajudando a preservar ou a acabar com a água potável do Planeta

Teoria: Doutor Água fala com crianças do CEI Formigas Amigas sobre o destino correto dos resíduos sólidos

Um programa para todas as idades. Esta é a principal característica do estande da Sanepar, um dos mais visitados na 52.ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, feira oficial do Paraná e um dos maiores eventos do País. Famílias inteiras passam pela Trilha dos Sentidos da Sanepar, guiadas pelo personagem Doutor Água, interpretado pelo ator Adones Berlim, que questiona como as pessoas estão cuidando da água, contribuindo para sua preservação ou para sua escassez.

Até a próxima sexta-feira (13), são esperados 27 mil alunos das redes pública e particular, além de instituições de toda a região, num projeto da Sociedade Rural do Paraná, que viabiliza o acesso gratuito ao Parque de Exposições Governador Ney Braga, onde o evento se realiza até o domingo (15).

 “As pessoas não estão ligadas sobre os riscos que corremos com a escassez da água”, concluiu Andréa Torres, após passar com a família pela Trilha dos Sentidos da Sanepar. Ela estava acompanhada pelo marido Valdemir Ferreira, pelos filhos Yuri, 11 anos, e Kauan, um ano e nove meses, e pelo vizinho Gabriel Felipe, 12 anos. “Eu pego muito no pé do meu marido com relação ao consumo de água. Lá em casa, as crianças estão mais conscientes, já ele faz a barba com a torneira aberta e gasta muita água lavando a moto com a mangueira”, reclama Andréa. “Eu costumo aproveitar a água da banheira do bebê e a da máquina para lavar a calçada. Não podemos desperdiçar a água, ela realmente pode acabar”, destaca.

Andréa e os visitantes do estande da Sanepar têm ficado impressionados com o ambiente reproduzido pela Companhia, que busca da reflexão sobre as consequências do desperdício de água, projetando um futuro onde ela pode vir a ser conhecida apenas virtualmente. “Acho que nenhuma criança que passou nesta trilha vai esquecer a sensação de estar num ambiente sem água. Os ossos do boi e os cactos do deserto nos causam muito incômodo, sem contar o calor insuportável. Depois, aquele oásis, com árvores e um clima fresquinho, nos dá grande alívio; parece que a gente se esquece mesmo de onde vem a água. No final, a imagem da água projetada no chão nos faz pensar na terrível possibilidade da água acabar”, descreve a funcionária pública Silvely Gazola, sugerindo que o projeto da trilha deveria ser disponibilizado para todas as escolas e também para a comunidade.

Na segunda-feira (9), o estande da Sanepar recebeu estudantes a partir de dois anos e também grupos da terceira idade, na casa dos 80. Dispostos a ouvir a mensagem do Doutor Água, alunos do Centro de Educação Infantil (CEI) Formigas Amigas, localizado no Conjunto São Lourenço, zona Sul de Londrina, acomodaram-se no chão. “Quem gosta de comer chocolates? Quem gosta de chupar balas? Quem joga papel no chão?”, perguntou o Doutor Água, para introduzir o assunto destino correto para os resíduos sólidos. Para a sua surpresa, as crianças, com idades entre dois e cinco anos, souberam responder muitas perguntas. “Isto é resultado do belíssimo trabalho dos professores, atentos às questões ambientais”, declarou o personagem, justificando porque muitos adultos erram as mesmas questões. “Na minha infância não recebíamos informações sobre como deveríamos usar a água e sobre os danos que o lixo jogado nas ruas pode causar ao meio ambiente”, comenta o Doutor Água. 

A diretora do CEI Formigas Amigas, Gisele Pontes, devolveu o elogio. “Valeu muito a pena. Estamos levando muitos conhecimentos. A linguagem está muito adequada; a trilha é maravilhosa. Os alunos tiveram a teoria e depois a prática e eles precisam muito disto”, destacou.

(Giovanna Migotto da Fonseca Galleli)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios