Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apreenderam na noite dessa terça-feira (11) 100 quilos de peixes pescados ilegalmente na represa de Rosana, em Diamante do Norte, na divisa dos estados com São Paulo e Mato Grosso do Sul. A fiscalização de rotina visa coibir a pesca predatória, principalmente em época de quaresma, em que aumenta o consumo de pescado.

“Durante o dia nós fizemos uma blitz por terra nas saídas de pescadores e a noite nós descemos para a barragem e ficamos na espera para verificar possíveis predadores. Quando avistamos os criminosos armando as redes de lancha entramos no rio, mas não conseguimos pegar eles porque fugiram para o Estado de São Paulo”, explica o chefe regional do IAP em Paranavaí, Mauro Braga.

Todo o material que estava sendo usado de maneira ilegal e foi deixado pelos infratores foi recolhido pelos fiscais do IAP. Entre eles, cinco redes de arrastão, nove redes e o pescado que já foi encontrado morto. 

“Eram cinco barcos que estavam sendo usados pelos pescadores e nós optamos por tirar os materiais usados e salvar os peixes das redes. A gente calcula que o prejuízo que os criminosos tiveram foi de aproximadamente R$ 4 mil só em material recolhido, sem contar o pescado”, conta Mauro.

Os peixes recolhidos pelos fiscais foram doados a Apae de Loanda.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.