Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Fiscais do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apreenderam na noite dessa terça-feira (11) 100 quilos de peixes pescados ilegalmente na represa de Rosana, em Diamante do Norte, na divisa dos estados com São Paulo e Mato Grosso do Sul. A fiscalização de rotina visa coibir a pesca predatória, principalmente em época de quaresma, em que aumenta o consumo de pescado.

“Durante o dia nós fizemos uma blitz por terra nas saídas de pescadores e a noite nós descemos para a barragem e ficamos na espera para verificar possíveis predadores. Quando avistamos os criminosos armando as redes de lancha entramos no rio, mas não conseguimos pegar eles porque fugiram para o Estado de São Paulo”, explica o chefe regional do IAP em Paranavaí, Mauro Braga.

Todo o material que estava sendo usado de maneira ilegal e foi deixado pelos infratores foi recolhido pelos fiscais do IAP. Entre eles, cinco redes de arrastão, nove redes e o pescado que já foi encontrado morto. 

“Eram cinco barcos que estavam sendo usados pelos pescadores e nós optamos por tirar os materiais usados e salvar os peixes das redes. A gente calcula que o prejuízo que os criminosos tiveram foi de aproximadamente R$ 4 mil só em material recolhido, sem contar o pescado”, conta Mauro.

Os peixes recolhidos pelos fiscais foram doados a Apae de Loanda.

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios