Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estação de Tratamento de ESgoto Esperança que entrará em pré-operação a partir de maio

A promotora de Meio Ambiente de Londrina, Solange Vicentin, e o chefe do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Andrew Pinheiro Neto, estiveram ontem (16) nas instalações da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Esperança, em Londrina, e constataram que a Sanepar está cumprindo os condicionantes do licenciamento ambiental. Este licenciamento refere-se à execução da obra, incluindo sua pré-operação, que deve começar em maio.

A vistoria foi acompanhada pelo gerente Industrial da Sanepar, Roberto Arai, pelo coordenador de Tratamento de Esgoto, Lincoln Kikuchi, e pelos engenheiros e técnicos de Projetos e Obras Flávio Yoshida, Flávio Braga Júnior, Fernando Yoshida e Edmilson Quaglio. O licenciamento é válido até dezembro, quando deverão estar implantados o processo de controle de odores e desinfecção do efluente final. Essas fases estão sendo licitadas pela Sanepar.

Para início da operação da ETE, serão liberadas cerca de 4 mil ligações de esgoto, atendendo em torno de 15 mil habitantes, que já estão com rede coletora disponível. No entanto, essas pessoas precisam aguardar que a Sanepar autorize as ligações. Nesta primeira etapa, a capacidade de operação da ETE Esperança é de tratar 160 litros/segundo, podendo chegar a 320 litros/segundo, numa segunda etapa.

Equipe da Sanepar com o chefe do IAP, Andrew Pinheiro Neto, e a promotora de Meio Ambiente, Solange Vicentin

(Carina Paccola/Asimp)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios