Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estação de Tratamento de ESgoto Esperança que entrará em pré-operação a partir de maio

A promotora de Meio Ambiente de Londrina, Solange Vicentin, e o chefe do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Andrew Pinheiro Neto, estiveram ontem (16) nas instalações da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Esperança, em Londrina, e constataram que a Sanepar está cumprindo os condicionantes do licenciamento ambiental. Este licenciamento refere-se à execução da obra, incluindo sua pré-operação, que deve começar em maio.

A vistoria foi acompanhada pelo gerente Industrial da Sanepar, Roberto Arai, pelo coordenador de Tratamento de Esgoto, Lincoln Kikuchi, e pelos engenheiros e técnicos de Projetos e Obras Flávio Yoshida, Flávio Braga Júnior, Fernando Yoshida e Edmilson Quaglio. O licenciamento é válido até dezembro, quando deverão estar implantados o processo de controle de odores e desinfecção do efluente final. Essas fases estão sendo licitadas pela Sanepar.

Para início da operação da ETE, serão liberadas cerca de 4 mil ligações de esgoto, atendendo em torno de 15 mil habitantes, que já estão com rede coletora disponível. No entanto, essas pessoas precisam aguardar que a Sanepar autorize as ligações. Nesta primeira etapa, a capacidade de operação da ETE Esperança é de tratar 160 litros/segundo, podendo chegar a 320 litros/segundo, numa segunda etapa.

Equipe da Sanepar com o chefe do IAP, Andrew Pinheiro Neto, e a promotora de Meio Ambiente, Solange Vicentin

(Carina Paccola/Asimp)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.