Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Meio Ambiente 24/11/2012  09h03

Ibiporã conquista 1º lugar no Prêmio A3P do Ministério do Meio Ambiente

Prêmio criado há quatro anos pelo Governo Federal premia as melhores práticas de sustentabilidade do País. De acordo com o prefeito José Maria, população teve grande contribuição para o sucesso no programa de reciclagem adotado pela administração municipal e para a conquista do prêmio

O diretor de Meio Ambiente de Ibiporã, Diógenes Magri, entregando o prêmio ao prefeito José Maria

Juliana Balan/Asimp/PMI

Ibiporã foi destaque em Brasília, na última quarta-feira (21/11), ao ficar em 1º lugar no 4º Prêmio Melhores Práticas da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), criado pelo Ministério do Meio Ambiente e que premia as melhores práticas de sustentabilidade na administração pública.

Ibiporã concorreu inscrevendo o seu Programa de Separação de Lixo na categoria “Destaque da Rede A3P”, que premia instituições que demonstram implementar iniciativas enquadradas nas outras 3 categorias do prêmio: Gestão de Resíduos, Uso Sustentável dos Recursos Naturais (Água ou Energia) e Inovação na Gestão Pública.

O programa de separação de resíduos de Ibiporã já havia sido premiado em 2011, em Curitiba, no "Prêmio 5 de Junho", chancelado pela PUC-PR, e conferido às melhores iniciativas públicas do país na área ambiental.

O 2º lugar da categoria Destaque A3P em Brasília ficou com o Conselho Superior da Justiça do Trabalho, com o projeto Guia de Contratações Sustentáveis da Justiça do Trabalho; seguido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais – Campus Passos, com o projeto Reciclagem e Reaproveitamento de Computadores Obsoletos. O Instituto Natureza do Tocantins – Naturatins recebeu uma mensão honrosa pelo projeto Sensibilização e Capacitação dos servidores por meio da oficina Reci-Art.

“Com os ótimos resultados obtidos desde a implantação do Programa de Separação de Resíduos de Ibiporã, resolvemos nos inscrever para concorrer ao prêmio A3P, mas não imaginava que poderíamos chegar entre os finalistas e muito menos conquistarmos o 1º lugar, pois somos um município de pequeno porte e existem inúmeras boas iniciativas de gestão dos resíduos pelo Brasil. A conquista mostra que estamos no caminho certo e aumenta cada vez mais a nossa responsabilidade para o incremento do programa”, afirmou o diretor de Meio Ambiente, Diógenes Magri, que viajou a Brasília para receber o prêmio.

Contribuição da População

O prefeito José Maria comemorou a conquista e agradeceu, mais uma vez, à população do município, e afirmou que a comunidade tem grande participação no sucesso do programa.

“Desde 2009, há uma preocupação muito grande para que todo trabalho realizado seja feito com responsabilidade social, ambiental e de maneira sustentável.Sabemos que o desafio é grande, porém já conseguimos avanços significativos e o programa do lixo é um deles. Hoje, podemos afirmar que a população de Ibiporã mudou – para muito melhor, diga-se de passagem – seu comportamento em relação ao lixo e isso foi feito graças ao estímulo da administração municipal, do SAMAE, do Ministério Público do Meio Ambiente e dos parceiros envolvidos no Projeto. A decisão política, aliada a mudança também a mudança de consciência por parte da população é fundamental”, afirmou o prefeito.

Ao todo foram 12 finalistas, em quatro categorias, e quatro menções honrosas. “O governo tem que dar o exemplo”, afirmou a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Samyra Crespo.

Programa A3P

O A3P é um programa criado em 1999 pelo Governo Federal para incorporar os princípios de responsabilidade socioambiental na administração pública, por meio do estímulo a ações que envolvam mudanças de atitudes, investimentos, compras, contratações e serviços prestados. O programa surgiu como ação voluntária dos servidores do Ministério do Meio Ambiente e 10 anos depois criou o Prêmio A3P, com participantes de todo o Brasil. Este ano, o 4º Prêmio recebeu o número recorde de projetos inscritos: 74 - projetos. “Saber que Ibiporã figura como município modelo é para nós um orgulho!”, afirmou o prefeito José Maria.

Diógenes Magri, no centro da foto, recebendo o prêmio em Brasília em nome da administração

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios