Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) realizou, na última sexta-feira (7), uma reunião sobre estratégias de manejo dos macacos-prego que residem no Parque Municipal Arthur Thomas. O encontro ocorreu no Centro de Educação Ambiental do parque.

Os participantes da reunião debateram a situação dos animais que passam por um período de diminuição de alimentos, quando as árvores frutíferas têm menos frutos disponíveis devido à estiagem e ao inverno. A dificuldade em encontrar alimentos faz com que os mesmos procurem outros ambientes e saiam do parque.

O gerente de Projetos e Análise Ambiental da Sema, Bruno de Camargo Mendes contou que foram tomadas algumas medidas de ações a serem feitas. Uma delas, é o levantamento inicial de bando que deve estar pronto, no prazo máximo de 60 dias. O trabalho será feito em parceria pela Sema com o curso de Ciências Biológicas da UEL. “A ideia é fazer um levantamento que inclua o número de macacos que habitam o Parque Arthur Thomas, em qual estado eles se encontram, proporção de machos e fêmeas, número de adultos e jovens, entre outros itens”, explicou.

Mendes destacou ainda que, no dia 31 de agosto, será realizada uma palestra para os servidores da Sema, da Secretaria Municipal de Agricultura e da Defesa Civil, sobre os macacos, com orientações que deverão ser repassadas para os visitantes do parque. A palestra será proferida pela pós-doutora em Ciências Biológicas (Zoologia)pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e professora do Departamento de Biologia Animal e Vegetal, da UEL, Ana Paula Vidotto Magnoni.

Outra medida adotada pelo grupo será um trabalho de conscientização e orientações gerais para a vizinhança do Parque. “Entre as dicas que estaremos repassando está a importância em não ter materiais ou alimentos descobertos que atraiam os macacos para fora do parque”, ressaltou Mendes.

A reunião contou com a participação  da secretária municipal do Ambiente, Roberta Queiroz; da vereadora Daniele Ziober; dos guardas municipais da Defesa Civil, Fabio Seide e Fabio Topa; do médico veterinário Valmor Venturini, da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde; da professora UEL, Ana Paula Vidotti Magnoni; da mestranda pela UEL, Mariana Lourenzo; da gerente de Áreas Verdes da Sema, Simone Vecchiatti; do gerentes de Projetos e Análise Ambiental da Sema, Bruno de Camargo Mendes e do biólogo, também da Sema, Paulo Dolbaina.

Telefones - Aqueles que tiverem dúvidas e desejam chamar os profissionais da Sema para a retirada de animais devem telefonar de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, no (43) 3372-4750 ou (43) 3372-4771.

N.com

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios