Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Relatório também revela que as emissões de gases de efeito estufa continuam a subir

A média da temperatura do planeta poderá aumentar em até 3,4 ºC até o final deste século. A informação foi divulgada em um relatório das Nações Unidas (ONU), que reúne estudos científicos da Organização Meteorológica Mundial e de outros órgãos especializados.

O documento ressalta que é preciso adotar medidas de combate ao aquecimento global, afinal o aumento dos níveis dos mares tem acelerado, e aponta que a acidez dos oceanos aumentou 26% desde o começo do período industrial, por conta da absorção do CO2 liberado na atmosfera pelo uso de combustíveis fósseis.

Além disso, o relatório revela que as emissões de gases de efeito estufa continuam a subir. Isto porque os combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo, ainda são as principais fontes de energia da humanidade.

No último sábado (21), mais de 600 jovens participaram da Cúpula da Juventude para o Clima, em Nova Iorque, Estados Unidos. De acordo com eles, é preciso que os líderes políticos façam mudanças radicais no uso de combustíveis fósseis, rumo a energia limpa, na proteção dos oceanos e na promoção do consumo sustentável.

Esta Cúpula da Juventude pelo Clima foi o primeiro encontro da ONU reunindo jovens que se dedicam à ação pelo clima. No total, mais de 140 países e territórios participaram do evento, que tinha como objetivo compartilhar possíveis soluções para a problemática global. Os resultados do encontro foram encaminhados para a Cúpula da Ação do Clima, que reuni chefes de estado e de governo, dirigentes de empresa e líderes da sociedade civil.

Bom, as temperaturas do mundo inteiro estão subindo e os impactos das mudanças climáticas são cada vez mais crescentes. De acordo com as Nações Unidas, essas mudanças climáticas já estão afetando a vida de todas as pessoas, mas para 1,8 bilhão de jovens com idades entre 10 e 24 anos, o tema é mais urgente, já que irá afetar suas vidas de modo nunca antes visto. Para esta geração mais jovem está mais claro do que nunca a necessidade urgente de uma ação climática.

Cintia Moreira/Agência do Rádio

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.