Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Asimp/IAP

O Estado do Paraná foi destaque na 109ª reunião ordinária do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) realizada na quarta-feira (20) em Brasília. No encontro, o presidente do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, apresentou aos conselheiros como é realizado o licenciamento ambiental de hidroelétricas e o atendimento à população atingida por barragens. Também apresentou como o órgão realiza o acompanhamento e atua na recuperação de áreas contaminadas no Estado.

As explanações foram propostas pelo presidente na última reunião do Conselho realizada em novembro de 2012. Na ocasião as entidades públicas, Ministério Público e ONGs levantaram os assuntos em 10 moções e o órgão ficou responsável de explicar como atende a essa demanda no Paraná.

A apresentação foi elogiada entre conselheiros de todos os setores, para alguns foi um ato de transparência na qual poucos Estados adotam. O representante das entidades ambientalistas da região sul (Apromac), Hassan Sohn, destacou na plenária que o Estado foi um exemplo para que o conselho possa começar uma discussão sobre a revisão de normas para o licenciamento ambiental.

“Queria destacar meu agradecimento ao Tarcísio e o Governo do Estado do Paraná pela coragem de expor um diagnóstico como esse do Estado em âmbito nacional. É sempre muito desconfortável estar na berlinda, não por ser diferente dos outros estados, mas por servir como um exemplo para que nós possamos iniciar uma discussão tão importante como essa”, destacou o conselheiro.

Segundo o presidente do IAP, as explanações feitas no Conselho fazem parte da política ambiental do Estado, onde se prevalece o diálogo e a transparência. “Estamos seguindo aquilo que o Governador do Paraná sempre nos solicita, transparência nas ações e o diálogo constante com todos os setores da comunidade, seja o setor produtivo ou com os ambientalistas. Agindo com transparência as pessoas passam a entender o que estamos pensando para a política ambiental do Estado”, explicou aos conselheiros.

Conferência

Durante a reunião do Conama, o Ministério do Meio Ambiente também lançou a 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente que será realizada de 24 a 27 de outubro, em Brasília. A temática principal da conferência será resíduos sólidos.

O objetivo da conferência será discutir e apresentar boas práticas para a implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos nos estados e municípios. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a conferência terá prévias em todas as regiões dos Estados e será realizada em parceria com as secretarias estaduais de meio ambiente.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios