Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, entrega ao governador Beto Richa, o certificado de filiação do Paraná no Conselho Mundial da Água.
 
AEN
 
O governador Beto Richa recebeu ontem (21) o certificado de filiação do Paraná no Conselho Mundial da Água. O documento foi entregue pelo secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida, que esteve em Budapeste, na Hungria, para participar da cerimônia de posse do conselho.

É a primeira vez na história que o Estado do Paraná integra o Conselho. No encontro, também foi anunciado ao governador que o Estado irá sediar no mês de dezembro a reunião da Seção Brasil do Conselho Mundial da Água.

“É uma honra o Paraná ser integrante deste importante conselho que luta pela conservação dos recursos hídricos no mundo. É também o reconhecimento internacional ao esforço do governo do Estado no desenvolvimento de programas e políticas públicas de preservação do meio ambiente”, disse Beto Richa.

O encontro realizado no Palácio Iguaçu, em Curitiba, contou também com a presença do superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Ibama) no Paraná, Jorge Augusto Callado.

O conselho congrega governos, empresas públicas e privadas, universidades e organizações políticas e sociais do mundo todo. Cheida explica que o engajamento no Conselho Mundial permitirá ao Estado apresentar recomendações concretas para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), principal órgão deliberativo global, que definirá a agenda de desenvolvimento pós-2015.

"Só a partir de discussões internacionais é possível chegar a um consenso entre as partes sobre a água, atingindo os objetivos da política de saneamento universal", afirmou Cheida.

Seção Brasil
 
Com o objetivo de compartilhar com a comunidade internacional as melhores práticas brasileiras na gestão dos Recursos Hídricos durante o próximo Fórum Mundial da Água, foi criada a Seção Brasil do Conselho Mundial da Água.

Participam da Reunião Ordinária da Seção Brasil dos membros do Conselho Mundial da Água 48 pessoas, entre representantes de 35 entidades e empresas de nosso país.

"A reunião da Seção Brasil dos membros do Conselho Mundial da Água é uma forma de legitimar institucionalmente para as discussões sobre o tema e seus desdobramentos nas práticas adotadas pelo país em seus diferentes segmentos", explicou Cheida.

A Seção Brasil tem entre seus principais objetivos: a) Apoiar e tornar mais efetiva a atuação dos governadores brasileiros do Conselho Mundial da Água incidindo positivamente na agenda do Conselho; b) Criar uma plataforma de discussão que visa fazer um diagnóstico da situação da política e da gestão dos recursos hídricos no Brasil e no Mundo; c) Fazer recomendações de políticas para enfrentar os desafios colocados pelas mudanças globais, em geral, e da variabilidade e mudanças climáticas, em particular e d) Envolver todos os interessados no planejamento de políticas e gestão da água, desde representantes do governo, membros da sociedade civil, universidades, organizações de usuários da água e parlamentares.

No contexto preparatório regional, as instituições decidiram dar prioridade a seis temas: água e saneamento, adaptação às mudanças climáticas, gestão integrada dos recursos hídricos, água para alimento e para energia e melhoria da qualidade dos recursos hídricos e ecossistemas.

Conselho Mundial
 
O Conselho Mundial da Água foi criado em 1996, em resposta à preocupação global sobre as questões relacionadas aos recursos hídricos. A missão do Conselho é promover a conscientização, o compromisso político em questões críticas da água em todos os níveis, incluindo a tomada de decisão para facilitar a gestão eficiente.

Ao todo, 311 membros integram o Conselho. Entre os fundadores, estão a União Internacional para a Conservação da Natureza, a Associação Internacional da Água, a ONU, Agência do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNDU), Unesco e Banco Mundial.
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios