Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Está proibida a pesca com redes e tarrafas em lagos, reservatórios e represas do Paraná. A resolução 017/2014, que regula as atividades pesqueiras, foi assinada domingo (30), em Carlópolis, Norte Pioneiro, pelo secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luiz Eduardo Cheida.

Só será permitido para pesca em reservatórios e represas o uso de linha de mão, caniço simples, com molinete ou carretilha, isca natural ou isca artificial, nas modalidades de arremesso e corrico (quando o barco permanece em movimento, com o motor ligado).

O espinhel de fundo poderá ter no máximo 15 anzóis cada, deverão ser instalados a uma distância mínima de 300 metros um do outro, independentemente do proprietário, e identificado com plaqueta contendo o número do lacre.

A assinatura da resolução aconteceu às margens da Represa Xavantes, durante as atividades do 14º Torneio de Pesca Esportiva de Carlópolis (Pescar), reconhecido como o maior evento de pesca esportiva em barco motorizado do país.

O secretário Cheida explicou que a resolução é uma necessidade para se conquistar a conservação ambiental e o equilíbrio das espécies, promovendo a sustentabilidade da atividade pesqueira com o uso de equipamentos permitidos por Lei.

“A constatação da importância deste ato normativo está aqui: o maior peixe pescado no torneio do ano passado mediu 72 centímetros. Neste ano, acabamos de verificar que a maior corvina não passa dos 50 centímetros. Tudo isso acontece porque os peixes estão desaparecendo das nossas represas por causa da pesca predatória”, declarou Cheida.

O secretário disse que a fiscalização das represas e lagos será realizada pela Polícia Ambiental e Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

O prefeito de Carlópolis, Marco Antônio David, disse que a assinatura da resolução é vital para a preservação da Represa de Xavantes, principal ponto turístico da cidade. “A pesca predatória está acabando com a nossa Represa que fica tomada por redes em toda sua extensão. Esta medida vem salvar nosso cartão postal e incentivar o lazer e turismo em todas as regiões que possuem represas no Paraná”, afirmou.

O Torneio de Pesca de Carlópolis reuniu cerca de 15 mil turistas de várias regiões do Paraná e também de Estados vizinhos. Mais de 350 embarcações participaram do torneio, com pescadores de 72 cidades brasileiras.
 
Ceres Battistelli/Asimp/SemaRH/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios