Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sema) elaborou um questionário para mapear a situação da coleta e destinação de resíduos sólidos nos 399 municípios paranaenses. A ação, incluída no Plano de Regionalização da Gestão Integrada dos Resíduos, tem como objetivo traçar um diagnóstico preliminar da situação do lixo a partir de informações concedidas por gestores ambientais. 

Disponível no site da Sema (www.meioambiente.pr.gov.br), o formulário foi desenvolvido para detectar os principais problemas relacionados ao lixo. Entre eles a situação da coleta regular de resíduos, coleta seletiva e compostagem, associação de catadores, medidas voltadas à disposição final dos resíduos (aterros sanitários e outras tecnologias que envolvam a transformação do lixo em energia) e ações relacionadas à educação ambiental. 

A partir do questionário, a secretaria pretende estabelecer ações voltadas para a coleta seletiva e logística reversa, instrumentos de sustentação da Política Nacional de Resíduos, que prevê a responsabilidade compartilhada na gestão do lixo – integrando ações entre a população, os fabricantes e o poder público. 

Segundo Vinício Bruni, coordenador de Resíduos Sólidos da Sema, o Paraná terá pela primeira vez um banco de dados consistente e confiável sobre a situação dos resíduos. “Conhecendo a quantidade e o fluxo desses materiais, podemos estabelecer diretrizes e metas para o manejo adequado do lixo. Por meio desses dados, será possível obter informações detalhadas que permitam ações com base na realidade de cada região”, afirma. 

Para a gestora ambiental do município de Mamborê, Ana Maria Fernandes, os dados inseridos no questionário vão permitir que a Sema avalie as dificuldades enfrentadas pelos municípios. “Com esta iniciativa, vamos expor as nossas dificuldades e o Estado poderá auxiliar os municípios no gerenciamento adequado, canalizando os recursos conforme as prioridades”, afirma. 

Estima-se que até o fim do mês de setembro todos os municípios paranaenses já tenham cadastrado informações que colaborem para que a secretaria estabeleça ações para o gerenciamento compartilhado dos resíduos. “Com esses dados, o Paraná passa a ter subsídios necessários para propor programas e projetos e fazer a implantação da Política Estadual de Resíduos”, afirma Bruni. 

COMO FUNCIONA – Os gestores ambientais já cadastrados devem acessar o site da Secretaria do Meio Ambiente e inserir informações detalhadas sobre o processo de entrada e saída dos resíduos do município. O questionário é uma ação conjunta da Sema e suas autarquias – Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto das Águas do Paraná e Instituto de Terras, Cartografia e Geociências (ITCG).

(AEN/PR)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios