Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Peixes serão soltos pela Duke Energy nos reservatórios das hidrelétricas Canoas I e II, Salto Grande e Chavantes

Nesta semana, a Duke Energy dá sequência ao seu programa para repovoamento do Rio Paranapanema com a soltura de 480 mil pacus. Divididos em lotes de 120 mil cada, os peixes serão colocados nos reservatórios das usinas hidrelétricas: Salto Grande, hoje 22, Canoas I, 23, Canoas II, 24, e Chavantes, 25. Os locais de soltura são escolhidos por oferecerem boas condições de abrigo e alimento aos novos peixes.
 
Além de pacus, a empresa vem utilizando piracanjubas, piaparas, dourados, piava-três-pintas e curimbatás em seu programa voltado à recuperação da população de peixes do Paranapanema. Neste ano, a companhia já colocou 700 mil curimbatás nos lagos das usinas e em rios tributários. “A escolha das espécies decorre dos estudos das populações de peixes no Paranapanema, considera que são espécies com melhores condições de aproveitar os recursos alimentares e, ainda, a sua importância para a economia e a cultura dos moradores da região”, explica o biólogo e coordenador do programa, Norberto Vianna.
 
Com as ações desta semana, a Duke Energy já ultrapassa a marca de 1,3 milhão de exemplares soltos no Paranapanema em 2014. Até o final do ano, a empresa totalizará 1,5 milhão de alevinos soltos no Rio – uma meta que cumpre anualmente desde 1999, quando o programa de repovoamento foi iniciado.
 
Asimp/Duke Energy

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.