Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Entre os municípios de Campo Mourão e Luiziana, no Centro-Oeste do Estado, existe um pequeno oásis onde é possível contemplar a natureza e se aventurar. O Parque Estadual Lago Azul possui trilhas que justificam o nome dado ao parque.

Aberto ao público desde 1997, o local foi criado através de uma parceria entre o poder público e iniciativa popular, por meio de organizações civis. É uma área muito importante para a preservação ambiental do entorno do reservatório da Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Mourão, um empreendimento privado desde 2015.

Sua área é uma zona de transição de floresta estacional semidecidual, onde predominam espécies como perobas, cedros e ipês, e da floresta ombrófila mista em que prevalecem araucárias e demais espécies a ela associadas, além de resquícios vegetativos da Savana Brasileira.

Com 1.749 hectares, esta Unidade de Conservação também abriga várias espécies raras e ameaçadas de extinção, como onça-parda, gavião-pomba, jacu, tucano, paca, jaguatirica, bugio, tamanduá-mirim e o veado-pardo, entre outros.

ATRAÇÕES – O parque tem duas trilhas, a da Peroba e de Aventura. A primeira é um trajeto suave de 3.850 metros entre mata fechada, áreas abertas, resquícios de cerrado, passando ainda por uma pequena cascata, um grande lago e viveiros de mudas. Nela, o visitante saberá a razão do parque ter o nome de Lago Azul.

Por ser uma caminhada fácil e relativamente leve, a trilha pode ser percorrida em cerca de uma hora e meia. Não é necessário o acompanhamento de guias e pode ser visitada em todo o período de funcionamento do parque.

Já a trilha Aventura tem extensão de 3,2 mil metros e só pode ser feita por maiores de 14 anos e em dias de tempo seco, quando o trajeto não oferece riscos. Fazendo jus ao nome, a trilha exige um pouco mais do visitante, que passará por um trecho de floresta e pela margem e dentro do Rio Mourão. O trajeto inclui por duas cachoeiras – o Salto Belo e o Salto São João.

Logo no início, o visitante é recepcionado por uma gigantesca gurucaia, árvore que tem aproximadamente 400 anos, remanescente da floresta primária que cobria toda região. Durante a trilha, o público também passa pelos dutos da Usina Mourão (que conduzem a água do Reservatório para a Casa de Máquinas PCH Mourão) e pelas Ruínas da Usina São João, antiga usina existente no local.

No final desta aventura, após aproximadamente duas horas e meia de caminhada, a vista do Salto São João compensa o esforço. A Aventura tem um grau de dificuldade que exige acompanhamento de guias do parque.

As trilhas são feitas com agendamento. Informações adicionais sobre essa área de preservação, visitas e pesquisas científicas podem ser obtidas no Escritório Regional de Campo Mourão: (44) 3523-1185, (44) 9 9923 7480 ou iapcmourao@iap.pr.gov.br .

Serviço:
Parque Estadual Lago Azul

Localização: sede (BR-487, km 185, sentido Iretama/Guarapuava)
Horário de visitação: terça a sexta-feira, das 09h às 17h; sábados, domingos e feriados, das 14h às 17h.
Entrada gratuita

AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios