Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A semana começa com tempo nublado e pancadas de chuva, trovoadas e queda de granizo no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura - que hoje (5) oscila entre 7 graus Celsius (°C) e 34°C – deve apresentar ligeiro declínio nas próximas horas. Os termômetros devem marcar temperatura mínima de 2°C no feriado de 7 de Setembro, que também será chuvoso em toda a Região Sul.

O serviço de meteorologia do Paraná (Simepar) confirma que áreas de instabilidade se desenvolvem rapidamente na região do Paraguai e avançam rumo à área de fronteira com o Paraná, em direção ao setor oeste do estado, onde o dia amanheceu quente e abafado. O meteorologista Lizandro Jacóbsen alerta que há risco de temporais nas próximas horas nessa região, principalmente nos municípios mais próximos da Tríplice Fronteira (Brasil, Argentina e Paraguai).

Segundo a meteorologista Marilene de Lima, do Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram), a chuva que chega hoje ao estado, junto com uma frente fria, deve se estender até a manhã de quinta-feira (8). Os totais de chuva mais significativos, que devem atingir entre 100 milímetros e 140 milímetros e podem superar esse nível em algumas localidades, ocorrem na Grande Florianópolis, no Vale do Itajaí, no planalto norte, no litoral norte e no meio-oeste, sendo mais persistentes nas regiões mais próximas ao Paraná. “A chuva deve ser de intensidade moderada a forte na terça e quarta-feira. Entre a noite desta segunda-feira e a manhã de quinta-feira, há risco de deslizamentos e alagamentos em áreas vulneráveis”, informou a meteorologista.

Agora pela manhã, começam as obras para desobstrução da Rodovia SC-456 – uma das ligações de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul – que ficou totalmente obstruída no início da semana passada por um deslizamento de terra nas proximidades da Hidrelétrica Barra Grande (Baesa), em Anita Garibaldi. A estimativa é que as obras estejam concluídas em 30 dias. Com a previsão de chuva na região neste início de semana, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) não descarta a possibilidade de novos deslizamentos na área, pois ainda há muitas fissuras na encosta do morro.

O mês de agosto de 2011 foi um dos meses mais chuvosos dos últimos tempos, especialmente na faixa leste do estado, do planalto ao litoral. Tanto no período mensal quanto no de 24 horas foram quebrados recordes de chuva em vários municípios. Foi um mês em que temporais com ventania, granizo e raios, característica comum na primavera, causaram destruição em Santa Catarina.

O último boletim divulgado pela Defesa Civil do estado Catarina informa que a forte chuva que atingiu o estado nos dias 29 e 30 de agosto afetaram 288.823 pessoas. Cerca de 7,9 mil ainda estão desalojadas e 902, desabrigadas. Vinte e nove municípios decretaram situação de emergência.

(Agência Brasil)

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios