Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

PERS do Paraná será apresentado no dia 30 de agosto, em Curitiba

Na última segunda-feira (13), os representantes de diversos municípios paranaenses, inclusive de Londrina, estiveram reunidos durante o IV Fórum do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS/PR), em Curitiba. Esta foi última oportunidade deles debaterem em conjunto as complementações de programas, metas, ações e a minuta da lei que dará origem ao PERS/PR.

Mais de 100 representantes estiveram presentes e juntos discutiram e votaram alterações em metas de curto, médio e longo prazo, que valerão para os próximos 20 anos. De acordo com a geógrafa do setor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema) e representante de Londrina no fórum, Mariza Pissinati, o foco maior esteve voltado ao processo de planejamento da gestão de resíduos sólidos urbanos no Paraná, como os orgânicos, rejeitos e recicláveis. Mas, também se discutiu outros como os da área da saúde, de construção civil, de transporte, de saneamento, industriais e agrossilvopastoris.

“O plano estadual traz diversas propostas que podem ser implementadas pelos municípios do Paraná e com os fóruns e a metodologia utilizada, fica mais democrática a discussão, visto que cada região tem especificidades e características próprias que precisam ser levadas em consideração. Não adianta nada termos um plano muito moderno e avançado, se os municípios não conseguirem implementá-lo, por isso a participação nos fóruns é tão importante”, explicou a geógrafa.

O Plano Estadual deve ser revisto a cada quatro anos pelos estados, mas suas metas de longo prazo valem para os próximos 20 anos. As discussões levantadas no encontro desta semana estarão presentes no documento final que será apresentado no dia 30 de agosto, em Curitiba, durante o Seminário Final de Apresentação do PERS/PR.

Para chegar a este documento, o plano utilizou estudos de viabilidade econômica focados em quatro eixos, que são relativos aos custos com manejo de resíduos sólidos urbanos, a adequação da disposição inadequada, os benefícios econômicos da reciclagem, e ensaios sobre as alternativas de gestão. Assim, desde o ano passado, dos 399 municípios paranaenses, 66 receberam os profissionais das empresas EnvEx e Engebio, que formam o consórcio responsável pela elaboração do PERS/PR juntamente com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (SEMA/PR).

Através do preenchimento de questionários, visitas pessoalmente aos municípios, sistematização de informações computadas, rodadas de oficinas técnicas e a realização dos fóruns, os técnicos conseguiram ouvir as demandas municipais e incorporá-las ao PERS/PR.

O Plano Estadual de Resíduos Sólidos está estabelecido pela Lei nº 12.305, de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Ela contém instrumentos para o enfrentamento dos principais problemas decorrentes do manejo inadequado dos resíduos, além de prever a redução na geração dos poluentes através de hábitos de consumo sustentável, estímulo à reciclagem, reutilização dos resíduos sólidos,destinação ambientalmente adequada dos rejeitos e eliminação dos lixões. Para mais informações é possível acessar o site www.residuossolidos.sema.pr.gov.br.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios