Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Municípios paranaenses que ajudaram na construção do documento participarão do encontro em Curitiba

Nesta quinta-feira (30), das 8h30 às 17h30, os municípios paranaenses estarão reunidos em Curitiba para a apresentação do Plano Estadual de Resíduos Sólidos do Paraná (PERS/PR), que acontecerá no Centro de Eventos do IEP, na Rua Emiliano Perneta, 174, no centro.
O documento aborda o planejamento da gestão de resíduos sólidos urbanos, de saúde, construção civil, transporte, saneamento, industriais e agrossilvopastoris, elencando as metas de curto, médio e longo prazo, que valerão para os próximos 20 anos. Além disso, ele traz instrumentos para o enfrentamento dos principais problemas decorrentes do manejo inadequado dos resíduos, além de prever a redução na geração dos poluentes através de hábitos de consumo sustentável, estímulo à reciclagem, reutilização dos resíduos sólidos, destinação ambientalmente adequada dos rejeitos e eliminação dos lixões.

O secretário municipal do Ambiente, Gilmar Domingues, estará na apresentação do PERS/PR e, segundo ele, o plano é de extrema importância para os municípios, pois terá força de lei e deverá ser implantado nos municípios paranaenses. Além disso, ele traz o diagnóstico técnico da situação dos municípios paranaenses e as metas que todos devem cumprir.

Durante o Seminário Final do PERS/PR serão apresentadas as diretrizes que os municípios deverão seguir para obterem avanços na área, além da liberação de recursos para efetivarem suas ações com a ajuda do Estado. Para sua elaboração, os 399 municípios do estado participaram de fóruns, encontros técnicos e oficinas, em que os representantes das secretarias municipais de Ambiente apresentaram as sugestões, fizeram críticas e análises sobre a viabilidade de diversas ações e políticas.
Segundo a geógrafa do setor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), Mariza Pissinati, as informações para a elaboração do plano foram captadas pelos meios que já existem nos órgãos públicos do Paraná, como o IAP, Embrapa, IBAMA, Prefeituras e outros, além da análise de questionários que foram aplicados aos gestores públicos, visita in loco em 66 municípios, em seus aterros, cooperativas de tratamento de resíduos sólidos e empresas que trabalham com ações de retorno de resíduos.

“Os organizadores estiveram nos municípios que são os principais geradores de resíduos sólidos do estado, com isso montaram a primeira oficina regional, fizeram a correção dos dados e a partir do Plano de Metas e Ações apresentaram o diagnóstico da situação e chegaram a conclusão que aterros individuais em cada município são inviáveis e essas considerações foram levadas também para os debates no Grupo R20. Nós amadurecemos a ideia e vimos que em grupo os debates se fortalecem, todos falam a mesma língua e conseguimos avançar”, disse a geógrafa.

Um exemplo citado por ela em relação aos avanços na área é o projeto de logística reversa para lâmpadas, em que a ideia é instalar em Londrina 50 pontos de coletas. Até o momento, 36 já foram instalados com a parceria estabelecida com a Associação RECICLUS.

A geógrafa representará Londrina durante o evento desta quinta-feira juntamente com o secretário municipal do Ambiente, Gilmar Domingues e o assessor técnico-administrativo e chefe do setor de Resíduos Sólidos, Gerson Galdino.

O Plano foi elaborado por profissionais das empresas EnvEx e Engebio, que formam o consórcio responsável pela elaboração do PERS/PR juntamente com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (SEMA/PR) e a participação dos municípios. O PERS/PR está estabelecido pela Lei nº 12.305, de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios