Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo do encontro é conversar tecnicamente com os gestores de 20 municípios paranaenses sobre as questões referentes à Política Nacional de Resíduos Sólidos

Nesta sexta-feira (24), das 13h30 às 17h30, a geógrafa do setor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), Mariza Pissinati, e o assessor técnico-administrativo e chefe do setor de Resíduos Sólidos, Gerson Galdino, vão participar do 6º Encontro dos Municípios da Região 5 - Grupo R20, na sede do Rotary Clube de Primeiro de Maio.

O objetivo do encontro é debater com os técnicos e gestores de 20 municípios paranaenses as questões referentes à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Neste encontro, em específico, o grupo vai discutir acerca da condição dos aterros e a necessidade de implantação deles em substituição aos lixões a céu aberto, como medida de proteção ao meio ambiente. Para isso, eles devem elencar a situação atual dos municípios e as medidas que podem ser tomadas para que todos estejam adequados a legislação vigente.

Segundo geógrafa do setor de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), Mariza Pissinati, para que os debates sigam avançando, o grupo discutirá diversas leis relacionadas a área. “A maioria dos municípios gera um volume de resíduos abaixo de 20 toneladas por dia, o que os enquadra em leis específicas e com a reunião vamos ver quais são os casos de cada município, quais as vantagens de se ter um aterro próprio e os benefícios de se estar em um consórcio intermunicipal. Vamos tentar trabalhar com os aterros de acordo com o Plano Estadual de Resíduos”, disse.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos apresenta os princípios, objetivos, instrumentos e as diretrizes relativas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos, incluindo os perigosos, as responsabilidades dos geradores desses resíduos e a atuação do poder público, além dos instrumentos econômicos aplicáveis em cada caso.

Para efetivá-la, os 399 municípios paranaenses têm debatido em fóruns e encontros a atualização do Plano Estadual de Resíduos Sólidos do Paraná (PERS/PR). Segundo Mariza, os atuais estudos contidos no PERS/PR comprovam que a viabilidade econômica para a instalação de aterros é maior para os consórcios intermunicipais, por isso os debates sobre isso serão considerados durante a reunião. O texto final do PERS 2018 será apresentado no dia 30 de agosto, em Curitiba. Ele aborda o planejamento da gestão de resíduos sólidos urbanos, elencando metas de curto, médio e longo prazo, que valerão para os próximos 20 anos.

Sobre o Grupo R20

O Grupo R-20 foi instituído pelo Decreto Estadual do Paraná n° 8.656, em 2013. Ele é composto por representantes municipais das 20 regiões definidas no Plano Estadual de Regionalização da Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Londrina está na Região 5 e é considerada referência em nível estadual e nacional, por estar integrada com as novidades do setor. Fazem parte do mesmo grupo Alvorada do Sul, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Cambé, Centenário do Sul, Florestópolis, Guaraci, Jaguapitã, Jataizinho, Lupionópolis, Miraselva, Pitangueiras, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Rolândia, Sertanópolis e Tamarana.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios