Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Papo de Esporte 23/11/2016  08h33

Aperitivo Russo

A Copa do Mundo de futebol masculino na Rússia é logo ali. Em 2018. As Eliminatórias já mobilizam o planeta em busca das 31 vagas, sendo que a 32º é do time anfitrião, mas antes tem a Copa das Confederações em 2017, que, tradicionalmente, é um aperitivo para a Copa. Na galeria dos campeões, o Brasil conquistou 4 vezes, a França duas, México, Dinamarca e Argentina tem uma taça cada. Contudo, em 2017, o Brasil não vai participar.

Campeã na Copa do Mundo do Brasil em 2014, a Alemanha é amplamente favorita. A equipe manteve o embalo, chegou a semifinais da Eurocopa e tem uma prata Olímpica. É o time a ser batido. Mudaram algumas peças, porém, o conjunto e o entrosamento são as armas do time que conta com jogadores do naipe de Neuer, Ozil e Muller.

Das Américas, o México representa a CONCACAF e o Chile, caçula no certame, representa a CONMEBOL. Com uma geração talentosa, com Aranguiz, Vidal, Sanchéz e companhia, os sulamericanos estão credenciados a ser a segunda força no torneio. O México vive uma entressafra de gerações mais ainda conta com jogadores capazes de decidir, como Rafa Marquez, Oribe Peralta, Chicharito e Guardado.

Da Europa, Portugal traz a força de Cristiano Ronaldo para buscar mais um título de importância. Mesmo fazendo uma Eurocopa burocrática em termos de qualidade de futebol, os portugueses contaram com a sorte e a competência defensiva e foram campeões e assim chegarão com muita empolgação na Copa das Confederações. Como não tem grande responsabilidade, joga sem peso nas costas e pode surpreender.

Dona da casa, a Rússia tem um time lento e velho para os padrões atuais do futebol e pode dar vexame. Na Copa do Brasil, caiu na primeira fase. Na Eurocopa 2016, caiu também na primeira fase com um empate e duas derrotas. O time trocou de técnico e procura, desesperadamente, se reconstruir para não decepcionar ainda mais o seu torcedor,

Com uma bicuda na canela na Geografia, a Austrália representa a Ásia porque conquistou a Copa Asiática de Seleções. Vai fazer figuração no torneio. Outro candidato a compor chaveamento é a Nova Zelândia, representante da Oceania. O time africano só será conhecido em janeiro, após a Copa Africana de Nações, que será disputada no Gabão e Seleções tradicionais como Nigéria e África do Sul não vão participar pois não se qualificaram.

O sorteio oficial dos grupos ocorrerá em 26 de novembro. A Copa das Confederações vai acontecer em quatro cidades: Kazan, Moscou, Sóchi e São Petesburgo entre os dias 17 de junho a 2 de julho do ano que vem. Será um aperitivo para a Copa de 2018 que deve ter a Rússia, esses oito que vão disputar a Copa das Confederações (que ainda não tem vaga assegurada no Mundial, mas devem ir) e mais o Brasil, que após ter Tite no comando, é, de novo, o Brasil.

Guilherme Lima - Professor e Jornalista - Londrina - Pr.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios