Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Papo de Esporte 01/10/2011  14h34

Dezembro vai dizer

O Campeonato Brasileiro de futebol estaria nivelado por baixo? Creio que não. O futebol, de um modo geral, está nivelado. Tirando o Barcelona e mais uns quatro ou cinco no mundo que realmente fazem a diferença, não existe mais hegemonia nem super times. Desse modo, o campeonato fica mais atraente devido ao equilíbrio e nenhum time desgarra dos demais na ponta da competição.

Cada time teve seu momento de liderança ou de seqüência positiva de resultados, contudo, ninguém empolgou ou convenceu. A regularidade será o diferencial e aí entra o fator elenco. São Paulo com Luiz Fabiano e Corinthians com Adriano tem cartas nas mangas que deverão fazer a diferença na reta final. Para bem ou para mal. Quem garante que eles voltarão a ser “infalíveis”? Quem garante que serão apostas fracassadas? A conferir.

O Vasco, na teoria, é o time com menor responsabilidade porque já tem vaga na Libertadores 2012. Tem Juninho, Felipe e sobretudo Diego Souza que fazem a diferença. O fator Ricardo Gomes injetou ânimo e disposição na equipe, todavia, a tabela conclusiva do certame é ingrata e o Vasco só vai pegar pedreiras. Se souber administra-las será o campeão. Caso contrário vai despencar.

Sem muito alarde, o Botafogo chegou. Caio Junior (quem diria!) faz ótimo trabalho a frente da equipe, porém, com poucas opções de banco, acredito que o Fogão vai se contentar com a Libertadores. Mas se ninguém se machucar pode levar a taça. A briga pelo caneco ainda agrega Flamengo e Fluminense, que estão a espera de milagres e o Internacional, que tem bom elenco. Sete times na luta. Os demais, no máximo, vão sonhar com a vaga na Libertadores.

Outra briga imprevisível está em duas vagas do rebaixamento. Avaí e América Mineiro vão jogar a Série B em 2012. Atlético-PR, Atlético-MG, Ceará, Bahia e os decepcionantes Grêmio e Cruzeiro, dois times favoritos no início, estão ameaçados pelo fantasma da queda. Os demais times vão se contentar, como premio de consolação, com a vaga na Sulamericana. Mesmo com alguns jogos feios, o equilíbrio é o resumo do Brasileirão. Campeão imprevisível. Quem ganha com isso é o próprio campeonato. O Desfecho será mesmo só na última rodada (aquela recheada de clássicos) no dia quatro de dezembro.

Guilherme Lima 
Coordenador de Esportes Rádio Brasil Sul 1290 AM
Jornalista   Mtb 8.940 PR
(43) 9997-2583 / 9958-9364 / 3378-2100 
Londrina - PR
twitter: @lima_guilherme

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios