Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Papo de Esporte 27/08/2015  08h03

Planejamento zero

O título, a conquista, enfim, a honraria que ainda o futebol brasileiro não tem é o Ouro Olímpico. Medalhas de Prata e Bronze já foram obtidas. Em 2016, os Jogos Olímpicos serão por aqui e a cobrança imensa. Alexandre Gallo caiu, Rogério Micale, o nosso Aranha, assumiu o Sub 20 e foi vice campeão Mundial mas a CBF já anunciou que o treinador nas Olimpíadas será Dunga. Porém, a preparação mostra que o Brasil não está dando muita pelota para o Ouro Olímpico.

Dunga comanda hoje a Seleção principal e o Brasil fará dois amistosos nos EUA, dias 5 e 8 de setembro, contra Costa Rica e o time da casa. Tudo bem, o foco depois do fiasco na Copa América é classificar para a Copa da Rússia e para isso, as Eliminatórias serão complicadíssimas. Ok. Mas, a CBF teve, numa constatação de falta de planejamento, a capacidade de marcar um amistoso da Seleção Olímpica dia 8 de setembro em Le Mans França, diante da Seleção local. Isso mesmo! Impossível Dunga dirigir a equipe nessa data. Daí, Rogério Micale vai comandar o Brasil nessa data. Ótimo para o Micale, que ganha sobrevida na CBF e a nossa torcida para ele, que trabalhou no LEC, Lusa Londrinense e Junior Team, mas péssimo para o planejamento do Ouro.

Lembrando que as Olimpíadas ocorrerão dentro de um ano. Alguém sabe escalar o time? Como poderão ser convocados três jogadores com mais de 23 anos e ao que parece teremos Neymar e mais dois, nem a CBF, nem o Dunga, menos ainda o torcedor, ou seja, ninguém pode escalar a Seleção hoje, visto que não há time ainda. Nem rascunho. Se vier o Ouro, será no talento, na sorte e no improviso, porque, se dependermos de planejamento, ainda mais vindo da CBF, a medalha que teríamos seria de lata ou lixo.

Guilherme Lima

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios