Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Cada vez mais cedo as crianças entram em escolinhas de futebol para aprender a modalidade com o intuito de um dia ser um jogador profissional. O sonho, por vezes, vem dos pais que esperam que o filho possa ser aquilo que ele não conseguiu ser. Muitas vezes o menino ou a menina, ao ver na TV, ouvir no Rádio, no videogame, no jornal ou na internet seus ídolos, tem despertada a vontade de se tornar alguém de destaque como um Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo e tantos outros. E no processo de formação de atleta, assim como na vida, o papel dos pais é fundamental.

Estimular e incentivar o futuro jogador a não faltar nos treinos, obedecer aos treinadores e se dedicar na função é o pontapé inicial. Os pais precisam, dentro do possível, acompanhar as crianças nas escolinhas, para passar mais segurança e confiança aos futuros craques. A cobrança por resultado não deve acontecer no começo, afinal, são crianças brincando de jogador de futebol. Com o passar do tempo e o talento aflorando, aí é hora de conversar e encaminhar o atleta. Humildade, respeito, companheirismo e alegria são itens essenciais no processo de construção do futuro craque.

Marcar gols dentro de campo é o principal objetivo do jogador de futebol, contudo, fora de campo, ele precisa ser cidadão. Caso a aptidão não for comprovada nos treinos, é hora dos pais, participantes no dia a dia do filho, direcionar o jovem aos estudos e as outras modalidades esportivas. Afinal, mais do que ser um atleta exemplar, é ser um Pelé em bons valores, educação e saber viver em sociedade.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios