Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A posse dos membros do Comitê Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas abriu ontem (25) as atividades da campanha que busca conscientizar e orientar a sociedade em relação a este crime. É a 3ª Semana Internacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas – Campanha Coração Azul, que acontece até sábado (30). O Comitê Estadual, que tem a finalidade de formular e propor diretrizes das ações governamentais de prevenção e enfrentamento a este crime, foi empossado em solenidade realizada no Palácio das Araucárias, com a participação do secretário de Estado da da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, Artagão Júnior. 

O secretário ressaltou a preocupação do Governo do Estado em mobilizar a sociedade para minimizar os efeitos desta ação ilícita, divulgando as ações para combater o crime. “A ideia é mobilizar e conscientizar para e efetivo enfrentamento desta ação tão danosa à nossa sociedade. A mobilização deve abranger, também, a administração pública e veículos de comunicação, que são ferramentas fundamentais para levar as informações para as pessoas. É a junção das forças que faz a diferença, para trazer os resultados que precisamos”, afirmou Artagão Junior. 

A diretora do Departamento de Direitos Humanos da Seju, Regina Bley, explicou que o tráfico de pessoas vai muito além do que a sociedade imagina, que é a exploração sexual. “Esta é a grande incidência, mas o problema é muito mais grave, envolve o trabalho análogo ao de escravo, tráfico para fins de remoção de órgão, adoção ilegal, casamento servil. E aqui neste comitê temos representantes de todos os poderes e da sociedade civil e juntos iremos enfrentar os desafios”. 

 À tarde, as atividades aconteceram no Centro de Socioeducação Joana Richa, com as 30 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. Elas receberam palestra educativa e orientações sobre o tráfico humano. 

Para o diretor do Departamento de Atendimento Socioeducativo, Pedro Ribeiro Giamberardino, essa atividade na socioeducação orienta de fato as adolescentes que cumprem medidas socioeducativa a se importarem com a situação. “É de extrema importância salientar as situações de tráfico de pessoas, pois muitas vezes essas adolescentes já se encontraram ou futuramente podem se encontrar em alguma situação vulnerável a de tráfico humano”. 

As atividades acontecem em diversas cidades do Paraná com o objetivo de ampliar o conhecimento e a mobilização da sociedade e de instituições públicas e privadas para o enfrentamento ao tráfico de pessoas e, assim, dar visibilidade às ações nacionais desenvolvidas para combater o crime. 

As ações continuam na terça-feira (26) no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ainda em apoio à Campanha serão iluminados de azul diversos prédios. Em Curitiba, o Palácio Iguaçu, Palácio das Araucárias, Universidade Federal do Paraná, Polícia Rodoviária Federal e a sede da Jovens com uma Missão (Jocum); em Foz do Iguaçu, a Itaipu Binacional e a Mesquita de Foz do Iguaçu; Em Maringá, a Catedral; em Jacarezinho e Teixeira Soares, os prédios das prefeituras.

Informações AEN

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios