Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Associação dos Engenheiros Agrônomos dos Campos Gerais (AEACG) completou na última semana 70 anos de história, reunindo profissionais, parceiros, amigos e fornecedores em Ponta Grossa. A festa marcou a comemoração de uma história que é repleta de desafios, de muitas mudanças ao longo dos anos, mas principalmente de um contribuição especial de engenheiros e engenheiras agrônomas.

O registro histórico da entidade aponta que a primeira reunião aconteceu em 9 de junho de 1951, com a participação de 11 engenheiros agrônomos e com a eleição do primeiro presidente da entidade, Pedro Joaquim da Costa Muniz, além da eleição da primeira diretoria composta por um secretário e um tesoureiro. Após a primeira eleição, o registro traz que houve uma palestra sobre Organização Rural com Lício de Castro Veloso.

"A AEACG existe para nós que acreditamos na força da união e que tornam realidade as ações da nossa entidade. Pensamos sempre desta forma. Se não fosse assim, nunca faríamos um planejamento de safra ou nos preocuparíamos com a semeadura na hora certa. Isso só é possível porque tivemos colegas que há 70 anos pensaram na criação desta associação", destacou o presidente da AEACG, Rulian Berger.

Ao longo destes 70 anos, a entidade foi testemunha de inúmeras mudanças que aconteceram na agronomia do Brasil, Paraná e dos Campos Gerais. Naquela época, a soja não tinha expressão. Menos de 2% das propriedades contavam com máquinas agrícolas. O Brasil saiu de um cenário de importador de alimentos para provedor. Conquistas significativas para a agricultura brasileira.

O presidente da Federação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná, Clodomir Ascari, participou da comemoração e parabenizou a entidade e os profissionais. Ele destacou a importância dos profissionais na criação e no desenvolvimento da entidade, bem como para o crescimento da agricultura em toda a região dos campos gerais ao longo dos últimos anos.

"É graças ao trabalho de engenheiros e engenheiras agrônomas que a AEACG ao longo dos anos vem se destacando como uma entidade forte e comprometida com a agricultura paranaense e auxiliando o produtor rural no campo. Uma história muito rica, que viu muitas mudanças, mas que sempre zelou pelo trabalho contínuo e pelo compromisso de fazer da agricultura paranaense referência para o Brasil e para o mundo".

Para Berger, comemorar os 70 anos da entidade é motivo de orgulho para todos. "A AEACG é feita por pessoas, e isso é o que tem mais valor para nós. Agradeço de coração aos engenheiros e engenheiras agrônomas que passaram pela entidade e contribuíram com o seu tempo e seu conhecimento em prol da agronomia. Parabéns a todos que fazem parte desta linda história", concluiu.

Rodrigo Bortot/Asimp/FEAPR

Clique nas fotos para ampliar

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.