Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Assembleia Legislativa do Paraná aprovou durante a sessão plenária remota de ontem (23) o restabelecimento dos termos de parcelamento do ICMS que foram cancelados por inadimplência entre os meses de março a junho deste ano.

Proposta do Poder Executivo, a medida é um alívio para os empreendedores que não puderam honrar as parcelas do imposto estadual por causa das exigências do distanciamento social, impostas pela pandemia da Covid -19.

De acordo com a justificativa do projeto, o restabelecimento do contrato fica condicionado ao “pagamento integral das parcelas vencidas em até noventa dias contados do primeiro dia do mês seguinte à reativação do Termo de Acordo de Parcelamento”.

Da mesma forma, o Poder Executivo esclarece que não existe dispensa de multas e juros sobre as parcelas vencidas, que seguirão as datas originais do contrato com as mesmas condições acordadas na época da assinatura do párcelamento.

O projeto de lei foi votado pelos deputados em primeira discussão em sessão ordinária e em segundo turno na sessão extraordinária logo na sequência. Como não recebeu emendas e teve pedido de dispensa de redação final, ele segue agora para a sanção do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Outro projeto que segue para a sanção do Governo é o que flexibiliza os planos de trabalho das parcerias celebradas com repasse de recursos dos fundos públicos sob gestão da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (SEJUF).

A proposta prorroga por até 12 meses o prazo de vigência dos convênios com as Organizações da Sociedade Civil e Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente “desde que não implique em aumento ou renovação do valor repassado” e que as execuções dos convênios tenham sido afetadas pela pandemia do coronavírus.

ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.