Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) alertou ontem (24) que a Assembleia Legislativa do Paraná e a sociedade paranaense precisam se manter mobilizadas até que as novas regras para a concessão de rodovias sejam efetivamente definidas e publicadas. “A briga não está ganha ainda”, afirmou ele.

Romanelli defende que a fórmula a ser apresentada pelo Ministério da Infraestrutura deve respeitar as diretrizes acordadas entre o presidente da República Jair Bolsonaro e o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Esperamos que a palavra empenhada pelo presidente ao governador seja efetiva”, disse o deputado ao citar o critério de menor preço de tarifa como a principal regra do leilão.

Segundo o deputado, as primeiras sinalizações do Governo Federal em relação ao novo modelo de licitação ainda são preocupantes, principalmente em relação às garantias. “Queremos que prevaleça o menor preço e a garantia da realização de obras, sem qualquer tipo de subterfúgio para manter as tarifas mais altas do que devem ser”, pontuou.

Para Romanelli, o preço deve ser menos da metade do valor atual. “Queremos uma concessão de rodovias em que o paranaense pague a tarifa, veja a obra acontecendo, e não tenha a sensação de estar sendo roubado cada vez que passa por uma praça de pedágio”.

Pé atrás

O deputado disse que é necessário ficar em alerta "igual São Tomé, ver para crer" em relação à proposta da concessão dos novos pedágios. "Queremos ver as mudanças definidas publicadas no edital das concessões", disse. “Nessas horas temos que nos lembrar do São Tomé – ver para crer. Queremos ver publicado no site da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o anúncio da solução do problema para o pedágio no Paraná”, observou Romanelli.  O deputado está com um pé atrás em relação à questão da outorga.

ALEP

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.