Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

“Se a gente tem um animal castrado, a tendência é diminuir a população de rua e reduzir, consequentemente, a incidência de zoonoses”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD). Desde o ano passado, o deputado está buscando recursos, junto ao Governo do Estado, para que um castramóvel percorra as cidades do interior com a esterilização gratuita de cães e gatos. “Estou lutando para que o Paraná tenha o maior programa de castração de animais abandonados do Brasil”, afirmou o deputado.

Agora, veio a boa notícia: o deputado estadual Cobra Repórter recebeu a confirmação do secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, para a liberação de R$ 25 mil para municípios do norte e norte pioneiro para a castração gratuita dos animais.

Nesta primeira etapa, o deputado informou que serão contempladas as cidades de Centenário do Sul, Conselheiro Mairinck, Curiúva, Imbaú, Munhoz de Mello, Nova América da Colina, Porecatu, Prado Ferreira e Rolândia. “Essa ação junto com as prefeituras é muito importante para todos. A procriação descontrolada pode diminuir evitando a proliferação de doenças”, explicou Cobra Repórter.

O secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, lembrou também que o governo credenciou clínicas veterinárias em todo o Paraná para fazer a castração e microchipagem de cães e gatos. O Estado fica responsável por pagar as cirurgias nos animais. “Trata-se de um pedido antigo de ONGs do setor. Agora poderemos colaborar com a contenção da população de cachorros e gatos, especialmente àqueles abandonados”, disse. “É uma questão de saúde pública também”, acrescentou o governador Ratinho Junior.

Vale destacar que durante o mês de julho diversas ações sobre a saúde de cães e gatos são realizadas para alertar sobre a importância da prevenção de zoonoses. As atividades integram o Julho Dourado, instituído pela Lei Estadual nº 19.472/2018.O Julho Dourado também tem o objetivo de motivar a população para que reflita sobre o bem-estar desses animais. “Conscientização é o melhor caminho”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter, autor do projeto de lei que instituiu o Julho Dourado.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.