Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

“Se a gente tem um animal castrado, a tendência é diminuir a população de rua e reduzir, consequentemente, a incidência de zoonoses”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD). Desde o ano passado, o deputado está buscando recursos, junto ao Governo do Estado, para que um castramóvel percorra as cidades do interior com a esterilização gratuita de cães e gatos. “Estou lutando para que o Paraná tenha o maior programa de castração de animais abandonados do Brasil”, afirmou o deputado.

Agora, veio a boa notícia: o deputado estadual Cobra Repórter recebeu a confirmação do secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, para a liberação de R$ 25 mil para municípios do norte e norte pioneiro para a castração gratuita dos animais.

Nesta primeira etapa, o deputado informou que serão contempladas as cidades de Centenário do Sul, Conselheiro Mairinck, Curiúva, Imbaú, Munhoz de Mello, Nova América da Colina, Porecatu, Prado Ferreira e Rolândia. “Essa ação junto com as prefeituras é muito importante para todos. A procriação descontrolada pode diminuir evitando a proliferação de doenças”, explicou Cobra Repórter.

O secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, lembrou também que o governo credenciou clínicas veterinárias em todo o Paraná para fazer a castração e microchipagem de cães e gatos. O Estado fica responsável por pagar as cirurgias nos animais. “Trata-se de um pedido antigo de ONGs do setor. Agora poderemos colaborar com a contenção da população de cachorros e gatos, especialmente àqueles abandonados”, disse. “É uma questão de saúde pública também”, acrescentou o governador Ratinho Junior.

Vale destacar que durante o mês de julho diversas ações sobre a saúde de cães e gatos são realizadas para alertar sobre a importância da prevenção de zoonoses. As atividades integram o Julho Dourado, instituído pela Lei Estadual nº 19.472/2018.O Julho Dourado também tem o objetivo de motivar a população para que reflita sobre o bem-estar desses animais. “Conscientização é o melhor caminho”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter, autor do projeto de lei que instituiu o Julho Dourado.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios