Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Governador Ratinho Junior entregou ontem (05) 42 veículos para os escritórios regionais da Sedest, entre caminhonetes L200 (21) e utilitários Fiat Strada (21). Outros cinco automóveis ficarão em Curitiba, à disposição da secretaria.

O Governo do Estado vai melhorar a frota de veículos dos 21 escritórios regionais vinculados à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) como forma de reforçar a fiscalização ambiental em todo o Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou ontem (05), durante o lançamento do Paraná Energia Sustentável, no Palácio Iguaçu, 42 veículos para os escritórios, entre caminhonetes L200 (21) e utilitários Fiat Strada (21). Outros cinco automóveis ficarão em Curitiba, à disposição da Sedest e do Instituto Água e Terra (IAT). O investimento foi de R$ 5.226.863,42.

“Precisamos dar suporte e equipamentos adequados para os funcionários para poder melhorar a fiscalização. Lembrando que muitas vezes eles precisam ir até locais afastados, de difícil acesso. Esse investimento é mais um passo que o Paraná dá em busca da sustentabilidade, de ser um Estado verde, que se preocupa e preserva o meio ambiente”, afirmou Ratinho Junior.

Entre as atribuições da fiscalização ambiental estão a atividade de controle, monitoramento, educação ambiental e de vigilância, com o objetivo de impedir o estabelecimento ou a continuidade de ações consideradas lesivas ao meio ambiente. Ou, ainda, daquelas realizadas em desconformidade com o que foi autorizado no documento de licenciamento.

“Esses carros novos vão ajudar no atendimento a denúncias geradas pela população, demandas de órgãos públicos, fiscalizações de rotina, atendimento a acidentes ambientais e também no apoio a órgãos federais, estaduais e municipais, sempre tendo a questão ambiental como prioridade”, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Em 2020, de acordo com a Sedest, foram aplicadas 4.587 multas por infrações ambientais. O valor arrecadado com as autuações chegou a R$ 75,5 milhões, dos quais 77% (R$ 56,2 milhões) referentes a atentados contra a flora nativa.

Os autos de infração lavrados são relacionados à fauna (1.069), licenciamentos (600), pesca ilegal (128), resíduos sólidos (97), poluição (77), descumprimento de embargo (67), mineração (44), parcelamento de solo/loteamento/condomínio (21), desrespeito à autoridade ambiental (9), patrimônio público (9) e empreendimentos industriais e de serviços (5).

Presenças

Participaram da cerimônia o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva (Casa Civil); os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), João Carlos Ortega (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e Beto Preto (Saúde); o diretor-presidente da Copel, Daniel Pimentel Slavieiro; o diretor-presidente da Sanepar, Cláudio Stabile; o vice-presidente e diretor de Operações do BRDE, Wilson Bley Lipski; os deputados federais Vermelho e Luiza Canziani; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os deputados estaduais Hussein Bakri (líder do Governo), Tião Medeiros, Nelson Luersen e Wilmar Reichembach; o juiz auxiliar da presidência do TJ-PR, Anderson Ricardo Fogaça; a subprocuradora-geral de Justiça para assuntos de planejamento institucional do MP-PR, Sâmia Bonavides; o presidente do Movimento Pró-Paraná, Marcos Domakoski; o presidente do Instituto de Engenharia do Paraná, Nelson Luiz Gomes; o presidente da Faep, Ágide Meneguette; o presidente da Fiep, Carlos Walter Martins Pedro; o presidente da Fetaep, Marcos Brambilla; e os prefeitos Tauillo Tezelli (Campo Mourão), Betinho Lima (Goioerê), Américo Belle (Capanema) e Freonizio Valente (Santa Isabel do Ivaí).

Daniele Iachecen/Asimp

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.