Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Comissão que Defende os Direitos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) apresentou o relatório de trabalho do primeiro semestre de 2019. A comissão destacou as denúncias de diversas regiões do estado que chegaram por meio do site www.criaiparana.org.

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Criai, lembra que, em Londrina, por exemplo, chamou atenção o caso da idosa que sofreu maus tratos e acabou se acidentando numa agência bancária quando tentava fazer a prova de vida. “A Criai interviu e cobrou explicações da Presidência da Instituição Financeira. Também exigiu ações por parte da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa do Congresso Nacional e do Ministério Público. Todos nos responderam, encaminharam as providências que estão sendo tomadas e estamos em cima para ver se de fato estão cumprindo com o que nos foi informado“, garantiu o deputado.

Outro caso envolvendo idoso que a Criai também interviu foi o que ocorreu na Lapa, região metropolitana de Curitiba. A filha do senhor de 90 anos foi até a agência bancária tentar receber os R$ 998 da aposentadoria do pai, mas ouviu de um funcionário que o benefício estava bloqueado e que o pai teria que fazer a prova de vida, exigida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ela, então, pediu para que o irmão levasse o pai no colo e gravou tudo. O idoso morreu dias depois.

A Comissão também recebeu reclamações relacionadas à falta de professores de apoio em escolas; dificuldade de tratamento e diagnóstico de autismo em crianças; denúncias de abuso sexual de crianças. Todas as denúncias foram encaminhadas para os órgãos competentes e estão sendo monitoradas pela equipe da Criai.

Reuniões

No primeiro semestre, foram realizadas quatro reuniões ordinárias e analisados sete Projetos de Lei pelos integrantes da Comissão. Também foram realizadas oito reuniões internas de trabalho e cinco externas.

Os destaques foram para Audiência Pública sobre Adoção e Apadrinhamento Afetivo e diplomação de Parceiros da Criai e para a Solenidade de Lançamento do Detox Digital no Paraná. O Detox Digital é uma campanha do Programa Reconecte (do governo federal), que prevê ações de conscientização e orientações sobre cuidados que as crianças e adolescentes devem tomar com o mau uso da internet.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios