Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado estadual Cobra Repórter, enviou, na terça-feira (23), um ofício ao delegado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Tito Barichello, solicitando informações relativas a um caso que chocou Curitiba: um bebê de dez meses morreu na noite de sexta-feira (19) e a polícia investiga maus-tratos e omissão!

 “Pedimos, se possível, ao final das investigações, que o delegado mantenha esta Comissão informada das providências tomadas pela polícia civil a fim de trabalharmos juntos na causa de proteção às nossas crianças. O que aconteceu com esse bebê é uma atrocidade e os responsáveis merecem ser devidamente penalizados”, destacou o presidente da Criai.

O caso

Uma criança de 10 meses foi encontrada morta dentro de casa, na noite de sexta-feira, no bairro CIC, em Curitiba. A suspeita é que ela pode ter morrido por desnutrição. A polícia investiga essa possibilidade já que a criança estaria há mais de 24 horas sem comer e beber nada.

Os pais foram encaminhados à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. A mãe foi liberada, o pai chegou a ficar preso, mas foi liberado depois de passar por uma audiência de custódia. Ele deverá ser indiciado por homicídio doloso, mas poderá responder pelo crime em liberdade. Segundo a polícia, o pai é usuário de cocaína e foi, inclusive, abordado há duas semanas.

A mãe do bebê teria dito aos policiais que a criança comeu a última vez na quinta-feira, às 17h, e depois dormiu. Na manhã seguinte, ela disse que foi trabalhar e deixou o bebê sob os cuidados do pai.

Ele alegou que acabou dormindo à tarde e deixou a mamadeira pronta, para que a outra filha, de apenas cinco anos, desse ao bebê. De acordo com o Conselho Tutelar de Curitiba, as duas crianças do casal (de dois e cinco anos) estão sob tutela do Conselho e foram levadas ao hospital já que possuíam hematomas no corpo.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.