Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

 “Em meio à crise no setor de serviços causada pela pandemia do novo coronavírus, os estabelecimentos comerciais estão tendo que se reinventar na tentativa de permanecerem vivos no mercado. Há, no entanto, aqueles que dependem mais da presença ativa do público nas ruas para sobreviver, como os food trucks e muitos dos donos dos caminhões de comida ou bebida tiveram sua renda comprometida devido às normas de isolamento social”, lembrou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD).

Por conta disso, o deputado apresentou na última terça-feira (12), na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), um requerimento solicitando a liberação das atividades para os food trucks, somente para aquelas certificadas pelo Estado como “ÁREA DE PROBABILIDADE REDUZIDA DE CONTAMINAÇÃO”, ou seja, quando cumprirem todos os requisitos de segurança sanitária, normatizados pelas esferas de Governo Federal, Estadual e Municipal.

O requerimento foi endereçado ao governador Ratinho Junior e ao secretário estadual de Saúde, Beto Preto. “Além da questão econômica, existe a questão do cumprimento de critérios de segurança sanitária. Só poderão funcionar se estes estabelecimentos permitirem que somente pessoas com máscaras se aproximem dos veículos, se eles regularem a distância entre um e outro cliente, se o food truck promover a higienização das mesas e cadeiras, se os trabalhadores usarem máscaras, luvas descartáveis... e se for permitido somente um cliente a cada 9 metros quadrados, por exemplo”, disse o deputado estadual Cobra Repórter.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios